segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

O CAMINHO DO CORAÇÃO




A palavra «coragem» é muito interessante. Provém da raiz latina, cor, que quer dizer
coração. A palavra coragem provém da raiz cor —cor quer dizer coração—, portanto,
ser corajoso significa viver com coração. Os covardes e só os covardes vivem com a
cabeça; estão atemorizados, rodeiam-se da segurança da razão. Atemorizados, fecham
todas as janelas e as portas e se escondem detrás.
O caminho do coração é o caminho da coragem. É viver na insegurança, é viver com
amor, com confiança; é entrar no desconhecido. É renunciar ao passado e permitir o
futuro. Coragem é entrar por caminhos perigosos. A vida é perigosa, e só os, covardes
podem evitar o perigo, mas então, já estarão mortos. A pessoa que está viva, realmente viva, vital, sempre se aventurará ao desconhecido. Ali encontrará perigos, mas se arriscará. O coração sempre está disposto a arriscar-se, ao coração gosta de apostar. A cabeça é um homem de negócios. A cabeça sempre faz cálculos, é ardilosa. O coração não é calculador.
A palavra inglesa courage é muito bonita, muito interessante. Viver através do coração é descobrir o significado. O poeta vive através do coração e, pouco a pouco, começa a sentir em seu coração os sons do desconhecido. A cabeça não pode escutá-los, está muito longe do desconhecido. A cabeça está cheia do conhecido.
O que é sua mente? É tudo o que conheceste. É o passado, o que morreu, o que se foi. A mente não é mais que passado acumulado, memória. O coração é futuro; o coração é
esperança, o coração sempre está em algum lugar do futuro. A cabeça pensa no passado,
o coração sonha com o futuro.
O futuro está por vir. O futuro ainda não existe. O futuro ainda tem uma possibilidade, chegará, já está chegando. Em cada momento, o futuro se converte em presente e o presente se converte em passado. O passado não tem nenhuma oportunidade, já foi utilizado. Já te afastaste que ele, extinguiu-se, está morto, é como uma tumba. O futuro é como uma semente; está por vir, sempre está por vir, sempre chega e se encontra com o presente. Sempre está trocando. O presente não é mais que uma mudança para o futuro. É o passo que já deste; é ir para o futuro.

OSHO

Nenhum comentário: