quarta-feira, 29 de outubro de 2008

SATSANG MUSIC


Encontrei Osho pela primeira vez quando um amigo saniasin me apresentou um livro dele. Amei desde a primeira linha. Mas foi anos mais tarde, em 1993, que fui pela primeira vez num Centro de meditação de Osho. Em Porto Alegre, neste ano, havia o Osho Bholi Meditation Center, que era coordenado pelo Swami Praful. Depois da minha primeira meditação eu tinha certeza de que era tudo que eu queria na minha vida: estar com aquelas pessoas e com este mestre. Nunca havia pensado em me render a um mestre, e foi uma surpresa quando senti no meu coração um desejo muito forte de me aprofundar nas palavras e ensinamentos de um sábio. Comecei a ler muitos livros de Osho, e a fazer diariamente duas meditações Dinâmica e Kundalini. Amava também a Nadabrahma, e a Chacra Sounds me dava um centramento maravilhoso. Osho foi aos poucos me conquistando, entrando em meu coração, até que não podia deixar mais de pedir iniciação.
Comecei a fazer Biodança e Renascimento em grupo no Centro. Numa certa sessão, tive uma experiência muito profunda com o Renascimento, onde eu tinha "certeza" de que ia morrer. A dor em meu peito era tão forte e profunda, que a única coisa que me fez naquele momento ir adiante foi uma voz de Osho dentro de mim que dizia: "Se tiveres que morrer, morra". E eu confiei naquela voz. Nem sei porque, mas confiei totalmente que estava acontecendo a coisa certa. E foi simplesmente maravilhoso o desfecho da sessão.
A minha vida acordou depois de Osho. Comecei a compreender o funcionamento da minha mente, e a meditação era a mola propulsora de tudo. Desde o acordar até o dormir eu sentia a meditação.
Em 1995 saí de Porto alegre e investi na música na cidade de Santa Cruz do Sul. Tocava e cantava em bares, e meditava sempre. Foi então que uma senhora, professora de pintura de minha namorada, nos convidou para ver o quarto dela. Qual foi minha surpresa quando vi diversas fotos de Osho e Ramana Maharshi distribuídas. Então ela começou a nos contar sobre a sua busca como "saniasin", e de como havia sido maravilhoso ter conhecido Osho, em meados de 1976. Ainda por cima, ganhei dela de presente quase uma centena de lindos livros raros do mestre, livros em inglês que ela havia trazido da Comuna na Índia. Realmente Osho estava preparando tudo, de forma perfeita, amorosamente, magistralmente.
Depois de algumas formações em Terapias de Corpo e treinamentos em Respiração, iniciei em Santa Cruz do Sul alguns cursos sobre meditação, e a divulgar em jornais e revistas a mensagem do mestre.

As meditações de Osho, se feitas regularmente, são realmente muito poderosas.
A meditação foi me sensibilizando ainda mais, e eu já conseguia passar para a música o meu entusiasmo e gratidão pela vida. Comecei a compor muitas músicas em inglês e português, ao estilo Milarepa, do mundo do Osho, e a espalhar em meus shows a mensagem de amor de Osho.
Anos mais tarde, o mestre me ajudaria a criar em Santa Cruz do Sul, a "ADADEMIA OSHO", um espaço voltado unicamente para a prática das meditações de Osho. Naquele tempo, formamos um grupo de pessoas que sempre se encontravam para celebrar o silêncio e a vida meditativa. Mais tarde, devido ao nome Osho estar registrado e termos de pedir autorização a Poona, etc, resolvi mudar o nome do lugar para BIO-ZEN – Espaço de Autoconhecimento, que até hoje funciona com grupos de meditação, cursos, palestras, workshops e sessões individuais.

Existe um trabalho que amo fazer que se chama Satsang Music. Eu (voz, composições e violão) e um amigo (Teclados), criamos com a ajuda do grupo, um espaço de silêncio e paz interior através das canções, com toques perolados dos ensinamentos dos sábios iluminados. É um trabalho que une, finalmente em minha vida, como um casamento perfeito, as canções espirituais e o perfume da meditação.

Satsang significa encontro com a Verdade, e a Verdade é só uma: o silêncio do seu coração. Satsang-Music é simplesmente um convite a todos aqueles que amam estar num espaço de silêncio e amor, junto à essência de seus próprios seres, e deixar a música operar seus milagres. Este trabalho está me dando muita alegria e realização em criar e fazer. Sou muito grato à vida por todos esses presentes.

Agradeço sempre a todas as pessoas que um dia cruzaram meu caminho e me ajudaram a perceber o valor da amizade e do compartilhar neste lindo caminho na diversidade e na unidade. Amigos verdadeiros foram grandes presentes que ganhei. Pessoas lindas, que com seus jeitos únicos, permitiram que meu coração se abrisse para o novo, para o desconhecido caminho que a vida é. De dois anos para cá tem me tocado demais uma verdade muito profunda: ""Eu não sou um fazedor. É a vida que flui através de mim. Eu sou um bambu oco..."

Sambodh Naseeb

MEDITAÇÃO NA VIDA


Apenas tente caminhar muito vagarosamente, e se surpreenderá -- uma nova qualidade de percepção começa a acontecer no corpo. Coma vagarosamente, e se surpreenderá -- há um grande relaxamento. Faça tudo vagarosamente... apenas para mudar o antigo padrão, apenas para sair de hábitos antigos. Primeiro, o corpo tem que se tornar completamente relaxado, como uma criança pequena; somente então comece com a mente. Mova-se cientificamente: primeiro o mais simples, então o complexo, então o mais complexo. E somente então você pode relaxar no centro definitivo...


OSHO

domingo, 26 de outubro de 2008

TÉCNICA


Não se Identifique com Seus Pensamentos/Sentimentos“Se você quiser frustrar a dominação da mente, destrua todas as identificações com ela. Um pensamento surge em você – não se torne um com ele! Tornando-se um com ele você o fortalece; Mantenha distância. Fique como se você estivesse apenas de pé na calçada observando as pessoas passando. Olhe isso como você olharia uma nuvem no céu distante enquanto você está de pé embaixo na terra. Não se identifique. Não se una com seus pensamentos. Não diga, ‘Esse é meu pensamento’, tão logo você diz ‘meu’, você já está identificado; logo que você fica identificado com isso, toda sua energia flui para esse pensamento. É essa energia que faz de você um escravo – e essa é sua própria energia!Não fique identificado. Quando você começa a se distanciar de seus pensamentos, estes começam a perder força e ficam sem vida, eles não obtêm nenhuma energia.

OSHO

MESTRE DA RESPIRAÇÃO


Lembre-se de sua Respiração:

 Se você puder se tornar um mestre da sua respiração você se torna mestre de suas emoções... O inconsciente prossegue mudando seu ritmo de respirar, portanto, se você se torna cônscio desse ritmo e suas constantes mudanças, você pode ficar cônscio das suas raízes inconscientes, do que o inconsciente está fazendo .The New Alchemya) Respire profundamente o dia todo, não forçado, mas devagar e bem fundo, toda vez que você lembrar e sinta-se relaxado, não tenso.b) Vigie sua respiração, observe-a Quando a respiração sai, vá com ela, quando ela entrar, mova-se com ela. Se você puder observar sua respiração, ela se tornará profunda, silenciosa, rítmica. Seguindo a respiração você se torna muito diferente, porque essa conscientização constante da respiração irá lhe desprender de sua mente. A energia que normalmente se move para o pensar, se moverá para a observação. Essa é a alquimia da meditação  mudar a energia que se move do pensar para a observação... Como não ser um pensador mas uma testemunha. Mas seja brincalhão ao observar sua respiração, não faça disso um trabalho.c) Use sua respiração como uma conscientização da vida e da morte simultaneamente. Quando a respiração sai ela está associada com a morte; quando ela entra, com a vida. Com cada expiração você morre; com cada inspiração você renasce. Vida e morte não são duas coisas, separadas, divididas: elas são uma. E a cada momento, ambas estão presentes. Portanto lembre-se disso: quando sua respiração está saindo, sinta como se você estivesse morrendo. Não se assuste. Se você se assustar, a respiração será perturbada. Aceite isso: A expiração é morte. E a morte é bela, é relaxante .


OSHO

O SER ILIMITADO


O Ser Ilimitado é você, não um lugar a ser alcançado. Não é através de alguma experiência que você se torna a Verdade. Não há nada para tornar-se. Não há nada a transformar. O Ser ilimitado não precisa ser produzido, ele já é. Você é a Verdade que está buscando. O ensinamento de Vedanta é somente um pramana, um meio de conhecimento, um instrumento, através do qual o professor mostra o que você já é.

Swami Dayananda Saraswati

OM


É importante relembrar que este ensinamento que aprendí é um quetionamento sobre nossos valores, as maneiras que pensamos sobre nós mesmos, e reflexões sobre como temos vivido as nossas vidas. Nada aqui é para ser acreditado, porque não há verdades a serem buscadas. Cada momento é único e dirá por si. O que seu coração sintonizar, abrace e leve alegremente para sua vida. As palavras não são tão imporantes quanto para onde elas estão indicando. A meditação é como o amor. Ela é sentida sem palavras, como um silêncio abençoado no coração e em todo o ser.


SAMBODH NASEEB

UM


O que este ensinamento nos dá de presente? A perceção de que tudo é unificado, único, uma energia pura e perfeita, e que no mundo manifesto da criação, tudo está em constante evolução e movimento. Esta energia está criando e convidando o que ela criou (você) a co-criar com ela. Ou seja, uma parte de nós mesmos é vazio criativo, outra parte de nós mesmos torna-se a vida, se tornando auto-consciente no ser humano, quando nasce a mente e a capacidade cognitiva do cérebro. Uma pessoa humana é o vazio se tornando auto-consciente. Quando percebemos a beleza disso, passamos a olhar para a vida de uma outra forma, e percebemos que tudo que existe à nossa volta, em verdade, num outro prisma de consciencia, está totalmente emaranhado e junto como uma teia de aranha. Tudo se toca. Tudo vibra junto. Somos todos Um. Somos todos Consciência Universal. Se quisermos realmente paz, ela terá que ser buscada em nós mesmos, no fundo da mente, em um espaço chamado consciência, em um espaço de pura presença.


Sambodh Naseeb

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

MEDITAÇÕES ATIVAS E PASSIVAS

Com uma das mãos crie o vazio, com a outra crie a plenitude, de tal modo que, quando você estiver realmente vazio, sua plenitude possa descer nele. Algumas vezes acontece de você ficar fixado em um tipo de meditação. Essa fixação traz uma espécie de empobrecimento. Você deveria permitir que muitas dimensões penetrassem em você. Você deveria permitir pelo menos duas meditações: uma inativa e outra ativa. Essa é a requisição básica; do contrário, a personalidade fica assimétrica. Observar é um processo passivo, nada há a fazer; não é um fazer, é um tipo de não-fazer. Essa é uma meditação budista - muito boa, mas incompleta. Dessa maneira, os budistas ficaram muito inclinados para um lado só. Eles se tornaram muito quietos e serenos, mas perderam algo, aquilo a que chamo de bem-aventurança. O budismo é uma das abordagens mais belas, mas é incompleta. Algo está faltando. Ele não tem misticismo em si, nenhuma poesia, nenhum romance; ele é praticamente só matemática, uma geometria da alma, mas não uma poesia da alma. E, a menos que você possa dançar, nunca se satisfaça. Seja silencioso, mas use o seu silêncio como uma abordagem para a bem-aventurança. Faça algumas meditações dançante, cantante, com música, para que, ao mesmo tempo, sua capacidade de desfrutar e de ser feliz também aumente.

Osho, A Rose Is a Rose Is a Rose, # 23

Portanto, a primeira coisa é: jamais reprima. Esta é a primeira coisa; seja o que for que esteja acontecendo, está acontecendo. Aceite e deixe acontecer - deixe que venha à tona. Na verdade, dizer apenas "não reprima" não é suficiente. Se você me der permissão, gostaria de lhe dizer: acolha tudo como a um amigo. Se você está se sentindo triste, permita-o. Sinta compaixão por isso. A tristeza também tem um ser. Permita-a, abrace-a, sente-se com ela, dê-lhe as mãos, seja amigável. Seja amoroso com ela. A tristeza é bela! Não tem nada de errado com ela. Quem lhe disse que há algo de errado em estar triste? De fato, somente a tristeza lhe dá profundidade. A risada é superficial, a felicidade está na pele. A tristeza vai até os ossos. Nada vai tão fundo quanto a tristeza. Assim, não se preocupe. Permaneça com ela e ela irá levá-lo ao próprio centro do seu ser. Você pode dar uma volta com ela e você será capaz de conhecer algumas coisas novas sobre o seu ser, coisas que você nunca conheceu antes. Coisas que só podem ser reveladas em um estado de tristeza - elas não podem jamais ser reveladas em um estado de felicidade. A escuridão também é boa e a escuridão também é divina. Não só o dia é de Deus, a noite também é dele. Eu chamo isso de uma atitude religiosa.


OSHO

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

TEMPO PARA VIVER


A mediocridade é o estado geral da humanidade. É um retardamento da inteligência. Uma pessoa medíocre é como uma árvore que tem as raízes continuamente cortadas para não poder crescer. A pessoa medíocre nunca sabe o que é frutificar, florir, espalhar perfume. Para manter a mediocridade de uma pessoa medíocre, uma coisa muito estranha tem de ser colocada na cabeça dela: que ela é extraordinária.
A pessoa comum é a pessoa natural.
A natureza não produz pessoas espe­ciais.
Ela produz pessoas únicas, mas não especiais.
Todo mundo é único à sua própria maneira.­
Quando falo sobre ser comum, estou descartando a idéia de ser extraor­dinário, que mantém você medíocre. Ser comum é a coisa mais extraor­dinária deste mundo. Basta olhar para você. Dói muito, é doloroso aceitar que você não é extraordinário? Então observe o que acontece quando você aceita a idéia de que é comum. Um grande peso sai dos seus ombros. De repente, você está num espaço aberto, natural, simplesmente do jeito que você é. A pessoa co­mum tem uma singularidade, simplicidade, humildade. Por causa dessa simpli­cidade, dessa humildade, dessa singularidade, ela se torna realmente extraordi­nária, embora nem faça idéia disso.
As pessoas que são humildes, e simplesmente aceitam que são tão comuns quanto todo mundo, você vê um brilho nos olhos delas. Elas têm graça nos movimentos. Você não as verá competindo, não as verá trapaceando. Não as verá traindo ninguém. Elas não são contraditórias. Não são hipócritas.
E quem é a pessoa que se acredita extraordinária?
Aquela que sofre de um enorme complexo de inferioridade. Para encobri-lo, ela projeta simplesmente a idéia oposta. Mas só está enganando a si mesma; ela não engana mais ninguém.
As pessoas medíocres têm um problema. Elas não toleram que ninguém seja melhor do que elas, pois isso destrói sua ilusão de que são extraordinárias.
Mas ninguém pode tirar de você a sua condição de pessoa comum. Isso é algo que não é uma projeção, mas uma realidade.
Se quer viver de modo autêntico e sincero, então seja simplesmente co­mum. Então ninguém pode competir com você. Você fica de fora da corrida da competição, que é destrutiva.
De repente, você é livre para viver.
Tem tempo para viver.
Pode rir, pode cantar, pode dançar. Mas a mente medíocre não tem capa­cidade para entender. Envelhecer, todo animal envelhece. Crescer é algo que só os seres humanos podem fazer. E o primeiro passo é apenas aceitar a sua sim­plicidade, a sua humildade.


OSHO

FRASES DO BUDA


- Persistir na raiva é como apanhar um pedaço de carvão quente com a intenção de o atirar em alguém. É sempre quem levanta a pedra que se queima.
- Só há um tempo em que é fundamental despertar. Esse tempo é agora.
- Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todosamam a vida. Projete você mesmo em todas as criaturas. Então, a quem você poderá ferir? Que mal você poderá fazer?
BUDA

RESPIRAÇÃO CIRCULAR

"Renascimento, ou respiração circular, não é ensinar alguém a respirar, e sim o ato terno e intuitivo de aprender a respirar através da própria respiração. É unir a inspiração e a expiração, num ritmo intuitivo descontraído, até chegar à respiração interior, que é a origem e o espírito da respiração propriamente dita; é misturar-se com o ar, que é a respiração exterior."

Leonard Orr

O QUE É BIOENERGÉTICA?




Bioenergética é uma maneira de entender a personalidade em termos do corpo e de seus processos energéticos. Esses processos, a saber, a produção de energia através da respiração e do metabolismo, e a descarga de energia no movimento, são as funções básicas da vida. A quantidade de energia que uma pessoa tem e como a usa determinam o modo como responde às situações da vida. Obviamente, uma pessoa pode enfrentá-las de forma eficiente, se tiver mais energia passível de ser livremente traduzida em movimento e expressão.
Bioenergética é também uma forma de terapia que combina o trabalho com o corpo e com a mente para ajudar as pessoas a resolverem seus problemas emocionais e melhor perceberem o seu potencial para o prazer e para a alegria de viver. A tese fundamental da bioenergética é que corpo e mente são funcionalmente idênticos, isto é, o que ocorre na mente reflete o que está ocorrendo no corpo, e vice-versa.




alexander lowen




FALA BUDA!


"Não sou o primeiro Buda que existiu na terra, nem serei o último. No tempo devido outro Buda levantar-se-á no mundo, um santo, um ser divinamente iluminado, dotado de sabedoria em sua conduta, benigno, conhecendo o universo, um líder incomparável dos homens,um mestre dos anjos e dos mortais. Ele vos revelará as mesmas verdades eternas que vos ensinei. Ele vos pregará esta religião, gloriosa em sua origem, gloriosa em seu climáx, gloriosa em seus objetivos, tanto no espírito como na forma. Ele proclamará uma vida religiosa tão pura e perfeita como a que agora proclamo. Seus discípulos serão contados em milhares, enquanto que os meus contam-se em centenas."


Buda Gautama Sakyamuni

LUZ DOS OLHOS


O olho é a lâmpada do corpo. Se teu olho é bom, todo o teu corpo se encherá de luz. Mas se ele é mau, todo teu corpo se encherá de escuridão. Se a luz que há em ti está apagada, imensa é a escuridão".


Jesus Cristo

O REINO

"Se seus líderes vos dizem: ' Vejam, o Reino está no céu', então saibam que os pássaros do céu os precederão, pois já vivem no céu. Se lhes disserem: Está no mar, então o peixe os precederá pelo mesmo motivo. Antes, descubram que o Reino está dentro de vós, e também fora de vós. Apenas quando vós se conhecerem, poderão ser conhecidos, e então compreenderão que todos são filhos do Pai vivo. Mas se vos não se conhecerem a si mesmos, então viverão na pobreza e serão a pobreza".

(Jesus Cristo)

terça-feira, 14 de outubro de 2008

A LEI



Aja de acordo com a lei.
Este é o ensinamento do acordado.
“De acordo com a lei” não quer dizer a lei do estado ou a lei dada pelos sacerdotes. “De acordo com a lei”, para Buda, quer dizer de acordo com a suprema lei da vida e da existência.
Há uma tremenda harmonia – qualquer pessoa só um pouquinho sensível, inteligente, pode senti-la – a vida é um todo harmonioso. Ela não é um caos, é um cosmos. Por que ela não é um caos? Porque uma lei percorre-a como um fio numa guirlanda. Esse fio é invisível, você vê somente as flores, mas esse fio está mantendo-as juntas. A existência é uma guirlanda: há um fio, um sutra – sutra quer dizer fio – um fio muito fino, quase invisível, passando através de toda a existência, que faz dela um cosmos ao invés de um caos.
“De acordo com a lei”, nas palavras de Buda, quer dizer: esteja em harmonia com a natureza, a existência. Não lute com ela, não vá contra ela. Não tente ir contra a corrente, flua com a corrente. Estar em um let-go com a existência é seguir a lei. Aes Dhammo Sanantano – esta é a lei inesgotável. Se você relaxar, se você permitir que a Lei se apodere de você, o possua, você será inundado por ela. Você não precisa entrar numa viagem de ego. O rio já está fluindo para o oceano – você simplesmente flui com o rio. Nenhuma necessidade de nadar tampouco – flua com o rio, e você alcançará o oceano.



Osho, The Dhammapada

ELIXIR


A alegria é o antídoto para o medo. O medo surge se você não desfruta a vida. Se você desfruta a vida, o medo desaparece.
Assim, seja positivo e desfrute mais, ria mais, dance mais, cante mais. Torne-se mais e mais jovial e entusiasmado com pequenas coisas, mesmo com coisas muito pequenas. A vida consiste em pequenas coisas, mas, se você puder trazer a qualidade da alegria a pequenas coisas, o total será extraordinário.
Assim, não espere que algo grandioso aconteça. Coisas grandiosas acontecem – não é que não aconteçam - mas não espere que algo grandioso aconteça. Isso só acontece quando você começa a viver coisas pequenas, comuns, do dia-a-dia com uma mente nova, com um frescor novo, com uma vitalidade nova, com um entusiasmo novo. Aos poucos você acumula, e esse acúmulo um dia explode em puro deleite.
Mas você nunca sabe quando acontecerá. Você precisa apenas continuar a coletar conchinhas na praia. A totalidade se torna o grande acontecimento. Quando você apanha uma conchinha, ela é uma só. Quando todas as conchinhas estão juntas, de repente, elas são diamantes. Esse é o milagre da vida.
Há muitas pessoas no mundo que perdem porque estão sempre esperando por algo grandioso. Não pode acontecer. Algo grandioso acontece somente através de pequenas coisas: comendo, tomando o café da manhã, caminhando, tomando banho, conversando com um amigo, sentado sozinho, olhando para o céu, ou deitado em sua cama sem fazer nada. A vida é feita de pequenas coisas. Elas são a verdadeira matéria da vida.


OSHO, A rose is a rose is a rose, #4

DESEJO


"Nenhum desejo pode, jamais, ser preenchido.
Só ao se abandonar o desejo, o preenchimento acontece."


OSHO

PRA DENTRO É AGORA


Quero que as pessoas conheçam a si mesmas,

que não sigam as expectativas dos outros.

E a maneira é indo para dentro.


OSHO

MOOJI



Questionador: Mooji, é realmente possível se tornar ou ganhar a iluminação ? Alguém já se tornou iluminado ou despertou através de estar vindo a Satsang; e se sim, você poderia dizer quem ?


Mooji: Em verdade não é possível se tornar iluminado assim como você coloca, pois não há ninguém por assim dizer para se tornar iluminado em primeiro lugar. O firme reconhecimento, ou a realização de que não existe em realidade um 'alguém' para alcançar a iluminação, e que nunca em tempo nenhum poderá haver tal entidade, seja agora ou no futuro, para alcançar tal estado, é o que vem a ser a Iluminação.Esta é a verdade derradeira.Você pergunta: ' Se já alguém, por vir a Satsang, se tornou desperto.' Isto já foi respondido na minha resposta prévia mas vou ainda adicionar que o que tém havido e continua a se dar é um constante reconhecimento do fato que a identidade-ego é um mito, um personagem fictício. Esta, por assim dizer, individualidade, é uma expressão da pura Consciência/Ser e não o fato ou a definição do Ser. Este Ser permanence por detrás como a testemunha ou a observação dos fenômenos surgindo espontaneamente na consciência. Este Ser verdadeiro é somente a sem-forma e sem-nome presença que surge e brilha como paz, alegria e felicidade sentidos como contentamento amoroso. Quando este reconhecimento ocorre dentro de cada indivíduo, ou expressão da consciência conhecido como 'pessoa', este estado é chamado de 'despertar' ou 'iluminação'Você me pede para eu apontar se existe alguém assim aqui presente ? Na linguagem comum eu direi que um número de pessoas aqui chegaram neste ponto de ver/ser claramente além de apenas uma mera aceitação ou entendimento intelectual ou acadêmico. No entanto, as tendências mentais e identificações não são completamente destruídas, e o sentido de ego fazendo-se passar pelo assento da realidade continua a aparecer, embora já exposto através da inquirição como uma mera ilusão. Isto é natural. A tarefa e o desafio aqui é trazer repetidamente esta individualidade-Eu de volta ao coração/fonte quando ela surgir, e treinando a atenção a permanecer na fonte, que é o seu verdadeiro ser, gradualmente ela funde-se na fonte e se torna a própria fonte.Finalmente, quem poderia ser esse 'eu' quem clamaria: 'Eu o tenho', ou 'Eu sou uma pessoa realizada'. Quem ou o que pode possuir a Iluminação ? Não é o mesmo ego ? Percebe o meu ponto ?No entanto, alguns Mestres de fato declararam e se afirmaram como a pura realidade, sem qualidades, e falaram a partir desta direta convicção/sabedoria livre do ego. Isto também é correto na minha visão e é muito refrescante, natural e com autoridade, para que saibamos que não é possível enmoldurar ou limitar o ser puro por nenhum padrão ou lógica humana.



MOOJI

O PODER DO AGORA!


Assim, a mais poderosa prática espiritual é aceitar este momento como ele é. Aceitação descomprometida deste momento como ele é. É por isso que grandes mestres às vezes parecem tão aterradores, embora sejam gentis internamente, na realidade. Olhando velhos retratos ou fotos de grandes mestres, seus olhos são tão aterradores. Sim, descompromissado agora, sim, não movendo, estando aberto. E este estado é tanto gentil quanto aterrador, ambos ao mesmo tempo. Então essa é a prática espiritual mais poderosa e é realmente a única prática espiritual que não lhe dá tempo (riso). Há tantas práticas espirituais que lhe concedem tempo para tornar-se um bom adepto, praticar mais e mais, gradualmente. Mas aceitar este momento como ele é, você só pode fazê-lo agora.
Eckhart tolle

A liberação, que é bem-aventurança, é natural a todos.
A ignorância é uma ilusão da mente, uma falsa sensação.
Apenas o ego é prisão, e a sua própria natureza,
livre do contágio do ego, é liberação.
Não há engano maior do que acreditar que a liberação,
Que está sempre presente como a sua verdadeira natureza,
será alcançado em um tempo futuro.
Até mesmo o desejo pela liberação é fruto da ilusão.
Portanto, permaneça em silêncio.
RAMANA MAHARSHI

PAPAJI


Papaji sempre negou que tivesse qualquer “ensinamento”. O que ele possuia, entretanto, era uma incrível habilidade de dar às pessoas que vinham ter com ele um insight direto do Eu Real. O seu método não era mandar as pessoas longe para meditar e praticar, como um objetivo espiritual a longo termo na forma de uma experiência espiritual grandiosa, mas sim o de mostrar às pessoas que vinham visitá-lo que a Auto-Consciência é possível aqui e agora se a pessoa a buscasse no lugar do qual surge a mente e o sentimento de identidade individual.

Em seus satsangs o Mestre colocava ênfase apenas no abandonar as identificações, os conceitos, as idéias, cessar todos os esforços e pensamentos, olhar para dentro e apenas ser, permanecendo em silêncio. Encoravaja os buscadores a fazerem isso agora mesmo, neste instante. Insistia na importância de se ter um desejo forte pela libertação, ou liberdade. Aconselhava também os buscadores a perguntarem-se “quem sou eu?” e “de onde eu venho” a fim de chegar na Fonte do eu, do ego.

ESPONTÂNEA AÇÃO

Toda ação é espontânea e toda vontade é ilusão.
Uma vez que isto é realizado vc cessa de tentar ser espontâneo.
Vendo a falsidade da vontade faz toda ação ser automaticamente espontânea.

Ramesh Balsekar

O SEGREDO DA VIDA

O verdadeiro segredo da vida é compreender que o passado deve ser abandonado, que o desconhecido não pode ser evitado e que nada pode ser permanente. Quando a pessoa compreende isso, ela realmente vive pela primeira vez em sua vida. Ao reter sua respiração, a pessoa a perde, ao deixá-la fluir, ela a encontra. Como disse Goethe, "na medida em que não sabemos como morrer e voltar à vida novamente, somos apenas tristes viajantes nesta terra escura.

RAMESH

sábado, 11 de outubro de 2008

HÁBITOS OBSERVADOS

Meditação é simplesmente um não-envolvimento.
Julgar um ato me transporta para a neurose.
Não-envolvimento me leva ao aprendizado do Ser.

O drama do mundo acontece para a mente.
Para o Espírito não há nem mundo - apenas LUZ é o que há.

O mundo e o sofrimento são códigos.

Não-envolver-se com os códigos é o trabalho necessário daquele que questiona.

Se você não quer ser uma mera repetição, observe a repetição.

Se você não é o conhecimento que possui e sim aquele que tem o conhecimento, questione:

QUEM É ESTE QUE TEM O CONHECIMENTO? Se você num impulso diz que é o corpo, então posso dizer: "O corpo não fala." Se você diz que é a mente, direi: "A mente é o próprio conhecimento. Mente significa passado, memória, conhecimento, o aprendido. Então, questione-se quem tem o conhecimento?"

Se descobrir isto, apenas relaxe nisso, derreta nisso. Isso é meditação. Quando não há mais separação entre o conhecimento e você, porque na verdade nunca houve um você, mas apenas o conhecimento. O conhecimento é que imagina ser você. O que ocorre é que a consciência que você é, por ser vazia, se identifica com o conhecimento e o corpo. Quando a consciência se envolve com o conhecimento, você pensa que você é o que pensa. Mas tudo isso ainda é conhecimento, e é visto por uma experiência no tempo. O que você é antes mesmo disso? Antes do conhecimento...pura luz...


SAMBODH NASEEB

FÉRIAS DA MENTE

O mestre é você.
Não há ninguém a não ser você.
É por isso que compreender sua solidão é necessário.
Você conhece melhor a si mesmo quando fica sozinho.
Tire uns dias para ficar sozinho.
Vá para a natureza.
E deixe que a purificação seja natural.
No rítmo da vida tudo se renova espontaneamente.
E Deus se revela no mais simples dos atos humanos...


NASEEB

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

ÊXTASE

Deixa-te estar embalado no mar noturno
onde se apaga e acende a salvação.

Deixa-te estar na exalação do sonho sem forma:
em redor do horizonte, vigiam meus braços abertos,
e por cima do céu estão pregados meus olhos, guardando-te.

Deixa-te balançar entre a vida e a morte, sem nehuma saudade.
Deslizam os planetas, na abundância do tempo que cai.
Nós somos um tênue pólen dos mundos...

Deixa-te estar neste embalo de água gerando círculos.

Nem é preciso dormir, para a imaginação desmanchar-se em figuras ambíguas.

Nem é preciso fazer nada, para se estar na alma de tudo.

Nem é preciso querer mais, que vem de nós um beijo eterno
e afoga a boca da vontade e os seus pedidos...


Cecília Meireles

terça-feira, 7 de outubro de 2008

MEU MESTRE OSHO


Meu mestre Osho me ensinou que o ensinamento é dado por todos os momentos em que estamos de olhos abertos e conscientes, e que não importa como eu estou, aquilo que Sou está sempre em silêncio.
Basta sentar e ficar quieto.
Basta Ser, por alguns instantes.
Para Ser, nada preciso, a não ser sentar quieto. Aquietar o corpo.
O perfume que nasce disso muitos chamam meditação...
A música das músicas!


Naseeb