segunda-feira, 27 de abril de 2015

DESPERTAR É URGENTE


O silêncio da meditação desperta 
aquele que está dormindo em você.
E este que está dormindo em você,
é o que pode lhe trazer paz e felicidade.
Despertar é urgente!

Sambodh Naseeb

SEM PALAVRAS


QUEM É VOCÊ?
SE A MENTE FOR RESPONDER DEIXE DE LADO...
ELA NÃO SABE.
SÓ VOCÊ MESMO SABE.
SEM PALAVRAS.

Sambodh Naseeb

APARECIMENTO



"O Buda aparece quando você pára de ouvir sua mente."

Sambodh Naseeb

PRESENÇA DE AMOR QUE VOCÊ É



Todo problema é pessoal. Descubra a impessoalidade da Presença de Amor que você é, e mantenha acesa esta chama que desenvolve desapego.

Sambodh Naseeb

OLHAR NÍTIDO



Se você vê tudo com o silêncio do Agora,
sente todas as coisas impregnadas de amor.
Porque todas as coisas são inseparáveis do teu olhar!

Sambodh Naseeb

TUDO AGORA NO AGORA



O Agora é o único tempo que existe,
ao qual engole sempre o passado e o futuro.
Tudo acontece agora!
Enquanto lês isto - note!

Sambodh Naseeb

domingo, 26 de abril de 2015

WORKSHOP EM GUAPORÉ - RS


WORKSHOP EM LAJEADO - RS


WORKSHOP EM VITÓRIA - ES


WORKSHOP EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP


QUEM BUSCA PODER?


«Nenhuma pessoa criativa e inteligente busca o poder. Nenhuma pessoa inteligente está interessada em dominar os outros. O seu interesse primordial é conhecer-se a si mesma. Então, as pessoas que têm uma inteligência mais elevada orientam-se para o misticismo e as mais medíocres vão em busca de poder. Esse poder pode ser mundano, político, pode ser dinheiro, pode ser domínio espiritual sobre milhões de pessoas, mas o impulso básico é dominar cada vez mais pessoas.»
«Este impulso surge porque as pessoas não se conhecem a si mesmas e não querem saber que não se conhecem. Têm muito medo de ficar cientes da ignorância que prevalece no próprio centro do seu ser. Fogem das trevas através destes métodos – desejo de dinheiro, desejo de poder, desejo de respeitabilidade, honra. E um homem que tem trevas dentro de si pode fazer alguma coisa destrutiva.»
osho

ENCONTRANDO A PRESENÇA DE LUZ EM VOCÊ


O AMOR ESTÁ ALÉM DO TEMPO




O que é a mente? Aqui, quando falamos em realidade além da mente, propormos uma conotação bem particular. Mente significa pensamentos, uma coleção de pensamentos. Mente significa tudo aquilo que o corpo já sabe, e portanto, refere-se a um passado. Mente significa tudo que o corpo quer saber, e portanto, refere-se também a ideia de futuro. Mente é tempo. Você pode pensar sem tempo? Meio segundo é tempo! Mas veja: há alguma necessidade do tempo para que possamos nos dar conta deste exato instante Agora? E quem está se dando conta deste exato instante agora? Não é um pensamento. Não é um sentimento. É uma inteligência consciente agora.
Toda a nossa questão se volta agora da mente para o Agora. O que é o Agora? Ele está no tempo? Quando você acordou hoje pela manhã não era Agora? Quando tomou seu café, não era Agora? Agora que está lendo essas palavras não é Agora?
Os sábios dizem:"Você é eternidade!" Seria o mesmo que dizer que você é "Agora". Eternidade não é um tempo sem fim, e sim AUSÊNCIA de tempo.
Ausência de tempo significa Agora. Agora. Agora.
Vamos adiante: Onde o pensamento acontece na sua experiência? Ele acontece no passado, ,no futuro, ou acontece sempre Agora? Veja por si mesmo neste mesmo instante na sua experiência agora! E mais: este que está constatando, dando-se conta disso, está no passado, no futuro, ou exatamente Agora? Essa Inteligência consciente que você é neste instante está sempre fora do tempo! Você já se deu conta disso? Você já se deu conta de que nunca experimenta tempo? (Aquilo que pode experimentar tempo é uma entidade chamada eu-ego-imaginária-pensada). Você, como inteligência-consciente-agora jamais experimenta tempo. Para o você-real é sempre agora. O tempo ACONTECE como um pensamento dentro dessa inteligência-consciente-agora (mas acontece sempre agora, sempre agora). O corpo está no tempo, a mente está no tempo. Mas aquilo que constata isto é atemporal. E mesmo o corpo no tempo e a mente no tempo são experienciados sempre agora, nunca no tempo! Em outras palavras: Seja senhor do tempo, ou ele será o seu senhor!
É por isso que o AMOR não é encontrado no tempo. Afinal, ele não faz parte do tempo. Tempo é a morte do amor. Tempo é pensamento congelado, e não água fluida, cachoeira de vida. A realidade está além do tempo. O tempo é uma matriz utilitária para fins sociais e práticos, mas não serve quando o tema é felicidade. Quantos de nós buscam felicidade no tempo! Buscadores atrás de iluminação no tempo. Mas sabe o que o tempo faz? Frustra. Toda esperança no futuro registra o império da frustração. E o tempo (que é irmãozinho da mente), como um sádico senhor, retorna outra vez e diz: "Você precisa de mais tempo...". Por que? Para que o imaginário eu, a mente, possa sobreviver mais tempo...
A inteligência-consciente-agora é o DESFRUTADOR real. O desfrutador não está no futuro, porque a que está no futuro é só uma ideia - porque em realidade não existe futuro, a não ser em sua imaginação, em seus pensamentos. Você não vive um futuro que pensou. Você vive o Agora, indubitavelmente. Todas as ideias estão flutuando no Agora-Vazio-Maravilhoso cheio de possibilidades.
Tudo que podemos observar (pensamentos, sentimentos, sensações, percepções) aparecem e desaparecem neste "Vazio Maravilhoso do Agora". O DESFRUTADOR apenas precisa ser acordado. Ele É VOCÊ. Ele não é uma entidade que será encontrada no futuro. Ele vive fora do tempo. Os budistas o chamam de Natureza de Buda. Os cristãos conscientes o chamam de Cristo. Natureza de Buda ou Cristo não são entidades imaginárias, nem mesmo arquétipos. É a inteligência-consciente-agora como Vazio Maravilhoso, neste exato instante: o campo unificado onde tudo acontece intimamente, a tela onde todo o filme de sua vida se desenlaça.
Viver o Buda, Viver o Cristo, é chamar a simplicidade do Agora para a sua vida. É tão simples que a mente-tempo (este fantasma imaginário que parece ter poder próprio) acha complexo. Mas não esqueça: a mente vai achar complexo tudo aquilo que acaba com ela: O Agora acaba com ela. A simplicidade acaba com ela. A Clareza acaba com ela. O discernimento acaba com ela.
O desfrutador acordado é a luz que dissipa a escuridão da ignorância. Esta Luz sempre foi você e nunca deixará de ser. Apenas seus olhos se acostumaram a olhar para fora, em direção a tudo que esta luz ilumina, e não em direção a ela mesma. Quando a Luz vai em direção dela mesma ela começa a se reconhecer. como LUZ.
Como Buda disse: "A chave para ir além do sofrimento é conhecer a sua natureza primordial." E onde ela se encontra? Aqui e Agora.
Sambodh Naseeb
www.naodual.blogspot.com

sexta-feira, 17 de abril de 2015

INTIMIDADE COM A VIDA



Meditação é quando você relaxa e este relaxamento é sentido como liberdade.
Então pela primeira vez você está vivo.
Pela primeira vez você e a vida são íntimos.

Sambodh Naseeb

O AMOR



O Amor é tudo.
Se você vê amor e o amor o envolve em tudo, esqueça os livros e as palavras.
Amor é o ponto.

Sambodh Naseeb

domingo, 12 de abril de 2015

UNIDADE E DIVERSIDADE



O ponto de referência eu-ego existe quando a atenção consciente está identificada com um pensamento. Quando a atenção-consciente está aberta, nunca podemos dizer "Eu experienciei aquela música", mas sim, que há um "experienciar" da música, ouvida por ninguém. Menciono ninguém, porque quando a consciência está no agora, não há ponto de referência alguém-eu-ego mais, não há mais o passado experienciando o agora, não há mais uma mente vivendo o que está acontecendo, não há mais separação entre eu e a experiência, porque não há mais este eu-ego-pensamento separador. Meditação é esta experiência sem um eu, sem um alguém, totalmente presente, agora, onde apenas inteligência-consciência e os sentidos (corpo) criam a experiência nova, inédita, da vida. O ponto de referência eu-ego está sempre manchando a experiência com pontos de vista que só podem advir do passado, pois a natureza do passado é conhecimento, memória. Aqui-Agora não há isso. O Amor é este ineditismo presente no Agora. O Amor é o derretimento do buscador, do alguém, do eu, do ego, do cobrador, do julgador, daquele que tem expectativas, daquele que ansia, que sofre, que imagina, que se preocupa. O Amor é a experiência da não-dualidade. A experiência da não-separação. O Amor é a experiência da comunhão, união, relaxamento consciente e beleza. O Amor e a Meditação são sinônimos. O Amor e a verdadeira felicidade andam juntos. E a expressão do Amor no mundo chama-se compaixão: a experiência de que o outro está em unidade comigo, e ao mesmo tempo vivencia uma diversidade original e singular. Esta expressão da consciência como unidade e diversidade é o maior mistério já vivido por todos aqueles que foram para dentro de si. Cada ser é único, e ao mesmo tempo traz em si a consciência universal que o irmana com tudo que vê.

Sambodh Naseeb

sábado, 11 de abril de 2015

A PRESENÇA DA CONSCIÊNCIA PURA



A consciência que somos nos abre agora aos cinco sentidos e a este maravilhoso momento puro, sem passado e sem futuro. Todos os pensamentos estão aparecendo nesta consciência pura. Todos os pensamentos nada mais são que ornamentos nesta consciência pura. Quando percebemos que consciência pura é realmente a intimidade mais íntima de nosso Ser, tudo sofre uma reviravolta. Então nós percebemos que estávamos perdendo o pano de fundo de todas as experiências - consciência pura! Estivemos muito tempo perdidos nas experiências passageiras do corpo e da mente sem notar que nosso Ser, Consciência Pura, quando em primeiro plano, quando visto, quando reconhecido, é a luz e a inteligência que ilumina nosso organismo corpo/mente, dando-lhe naturalmente um novo sentido e um novo propósito natural e compassivo.

Sambodh Naseeb

VIDA INÉDITA



A arte e a espiritualidade nos remetem além do tempo.
O que permeia nisso tudo chama-se Amor.
Em outras palavras, como costumo chamar: "A Presença da Consciência", ou a "Consciência da Presença".
E no Amor, é sempre a PRIMEIRA vez.
No Amor, a vida é sempre INÉDITA!

Sambodh Naseeb

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Presença



Música e celebração são o despertar genuíno
da presença da
consciência.

Sambodh Naseeb

COMPAIXÃO




Compaixão não é ajudar o outro.
Compaixão é compreender que não há outro.
Apenas a Vida vivendo a ilusão doce do "eu" e do "outro".
Desse modo, como não ajudar "o outro" se o outro sempre habita o mesmo lugar em sua mente, em que você habita quando pensa?

Sambodh Naseeb

ILUSÃO DOCE






Meditação significa que você é a vida.
Não há ninguém praticando meditação.
Vida é Meditação.
O eu que pratica é apenas uma ilusão doce da mesma vida.

Sambodh Naseeb

SATSANG SIGNIFICA "BOAS COMPANHIAS"



Mais uma reunião em nome da amizade, do amor e da celebração da vida. Gratidão e muita luz aos amigos que vieram (e também aos que não puderam estar conosco). Assim vamos sempre nutrindo nossa pequena comunidade de amor... "Boas companhias" (Satsang) que se ajudam mutuamente a olhar do ponto de vista da visão correta, onde o ego é visto como um objeto distante e falso, e nosso olhar lúcido traz em si a energia da cura e da unidade:  a visão iluminada que faz da Consciência o ponto chave do amor, da coragem e da aceitação plena da vida em sua inteireza.  

CONTEMPLAÇÃO



Veja só:
Para olhar pra fora voce tem de estar dentro.
Para olhar pra dentro voce tem de estar fora.
Nao seria claro entao que a separaçao entre dentro e fora é apenas convencional, e que de verdade, sua pele nao pode separar o dentro e o fora, a nao ser no pensamento?
É uma outra maneira de apontar que a consciencia que voce É, é nao-separada e PERMEIA os objetos vistos na experiencia (corpo, mente, mundo).
Contemple isso.

WORKSHOP EM LAJEADO