terça-feira, 31 de março de 2009

RESPEITE-SE

Ame-se, respeite-se, e você estará prestando respeito a Deus – porque respeitar a pintura é respeitar o pintor, e amar a poesia é amar o poeta. E você é a poesia e você é a pintura. Você é a música criada por ele. Você é a prova visível de que Deus existe; a criação é a prova visível de que o criador existe. Ame a criação, aprecie-a, celebre-a; esta é a única maneira de celebrar Deus. E você é a criação mais próxima.

Osho

quinta-feira, 26 de março de 2009

A VIDA COMO ELA É


Meditação não é concentração. Meditação não é introspecção. Não é pensar. Não é refletir. Não é visualização. Não é mentalização. Não é viagem astral. Não é incorporação de espíritos. Não é levitação. Não é hipnose. Não é sair do corpo. Não é lavagem cerebral. Não são efeitos especiais esotéricos. Meditação é simplesmente relaxar no presente. Uma abertura para este momento aqui-agora, onde a vida realmente vive e se manifesta como ela É.


SAMBODH NASEEB

A VERDADE NÃO É UM CONCEITO


O Osho colocava os ensinamentos de dois modos:
1. modo relativo (dual)
2. modo absoluto (nao-dual)

Algumas vezes ele dizia para você ser tolerante (modo dual). Outras vezes que a tolerância nascia naturalmente da não-mente, e que não precisava ser buscada articicialmente (modo não-dual).

Qual a maneira certa?

Vejamos o ponto: Osho e nenhum mestre pode falar a verdade. Tudo é um conceito. A verdade não é um conceito. Logo, absoluto e relativo são conceitos. Portanto, dizer que você deve fazer isso ou aquilo são conceitos.

O que fazer então?

Ser tolerante é algo que nasce dentro de nós, a partir da meditação e do contato com o ser interno. Sim, isso é verdade. Mas ao mesmo tempo ser tolerante como uma disciplina, para algumas pessoas, não para todas, pode significar um passo para criar um "clima" para a meditação acontecer mais fácil. O que acontece quando nos planejamos para ser mais tolerantes? Acontece que começamos a notar o quanto somos INTOLERANTES! e este percebimento é o despertar.

O que é intolerancia?

Intolerancia é conflito, dualidade, nascimento de um eu que está em oposição a alguma idéia.

No momento em que observamos isto, estamos percebendo que é possível ir além do esquema "eu contra aquela idéia" e nos derretermos. No derretimento desaparece tudo, inclusive a ideía de que algo precisa ser tolerado. É uma experiência de amor.

Afinal, quem precisa ser tolerante? Só pode ser a mente que precisaria ser tolerante. O eu real não precisa ser tolerante porque não há divisões no eu real. O eu real abrange tudo. E onde há somente UM não há conflito.

Mas o ensinamento da tolerância (como os budistas tibetanos pregam, por exemplo) pode simplesmente fazer com que a mente diminua o seu ímpeto para separar e criar conflito na dualidade. Desse modo há uma maior facilidade de compreensão dos mecanismos que aprisionam o eu num "ego" fictício.

Toda esta questão surge porque hoje em dia está muito na moda falar em ensinamentos não-duais. Então, ensinamento duais como "ser tolerante" parece estranho pra quem já se acostumou com mestres não-duais. Mas na verdade, dualidade e não-dualidade sao conceitos! A realidade está além dos conceitos. Os conceitos são barcos, e servem para uns, e não para outros. O importante é entender que todos os barcos vão chegar a outra margem. Talvez uns barcos sejam maiores, uns sao coloridos, outros sao estreitos, uns sao mais bonitos, outros mais sem graça. Mas o importante é navegar.

Aceitação acontece quando a mente pára de brigar com ela mesma. E existem muitas maneiras de persuadí-la a isso. Qual a sua maneira? O que mais funciona pra você? Acho que é isso que deve ser o ponto.


SAMBODH NASEEB

terça-feira, 24 de março de 2009

DEZ LIÇÕES ZEN


1. A Fonte de tudo é Energia Pura. O que todos sempre chamaram Deus nada mais é que um princípio cósmico de onde tudo flui, e para onde tudo retorna. Um vazio criativo. Uma consciência única. O que os taoístas chamam de Tao.


2. Da Energia Pura aparecem corpos para ela poder viver conscientemente milhões e milhões de experiências na forma e no espaço. Nasce a criação. A criação é uma aparência da consciência. Eu e você somos uma aparência da consciência. Nós somos intrumentos da consciência divina. Mas o intelecto tem idéias que impedem o livre fluir da energia humana. Eis o sofrimento.


3. Você é Energia Pura que tomou a forma de um corpo humano NA TERCEIRA DIMENSÃO.


4. O cérebro humano recebe esta Energia Pura e a transforma em pensamentos, o que chamamos a consciência pessoal de uma pessoa. É o que torna uma pessoa singular e única. Esta consciência pessoal (que chamamos de Mente), inclui o temperamento, o jeito, o caráter da pessoa, e é formada pelo contato do cérebro humano com a Energia Pura ou Consciência Pura.


5. O cérebro decodifica a Energia Pura em forma de pensamentos e energia vital.


6. Desse modo o ser humano imagina que pensa. Mas o tempo inteiro a realidade é que ele é pensado junto com a vida, ele é simplesmente a vida, o ser humano não está separado da vida, porque não há ninguém separado da vida. A vida é tudo que há. Não há um ser separado da vida e de todas as coisas que estamos conscientes. Tudo é consciência.


7. Não somos os pensadores e nem os fazedores. É a Energia Pura que existe como real. O restante são imagens, são fenômenos que acontecem no tempo e no espaço.


8. Se você não pode controlar os pensamentos, é porque você não é os pensamentos. Pensamentos bons e maus acontecem a você, acontecem à consciência, mas não tem poder algum se você não lhes der poder.


9. Pensamentos acontecem, logo, ações também acontecem.


10. Se os pensamentos não são controlados por você, então tudo está acontecendo pela rede da vida, e você é apenas um observador. Nenhum pensamento tem poder. Pensamento + você pensando e acreditando, isso sim, tem poder. O pensamento não tem poder. Quem tem poder é você. Consciência é poder. Consciência é tudo que há.



SAMBODH NASEEB

APRENDIZADOS









KRISHNAMURTI

sábado, 21 de março de 2009

SATSANG - O fogo que queima o que não é você


Algo, em algum lugar é tocado. E aquele profundo toque é como um botão novo plenamente se desabrochando em resposta à luz do sol. Ele exala sua fragância e sua beleza em completa rendicão. Deixa-se ir na dança da existência. Este é o convite e o poder de Satsang.
Todos os seres buscam e desejam a felicidade duradoura, paz, verdade e compreensão. Nossas vidas podem ser a expressão e a celebração desta descoberta. Mas sem a compreensão real de quem verdadeiramente somos, nós nos consideramos meramente como entidades corpo-mente, inconscientes de nossa natureza mais profunda como Pura Consciência. Esta visão limitada nos deixa enredados num mundo de confusão, medo e conflito – um estado muito infeliz. Satsang nos lembra que nós já somos livres! Para aqueles que estão abertos, a mensagem em Satsang é o sabão que remove a velha sujeira da ignorância e do mal-entendido causados pela errônea identificação, nos deixando como presença consciente aqui agora. Satsang é o convite para pisar dentro do fogo do Auto-conhecimento. Este fogo não o queimará, apenas queimará o que não é você.


Mooji

quarta-feira, 18 de março de 2009

NO PRESENTE VOCÊ GANHA O PRESENTE!


Um monge zen estava caminhando pela floresta, quando um tigre enorme saltou em sua frente. Como o tigre veio em sua direção ele saiu correndo. Quando chegou em um precipício, resvalou e caiu. Por sorte, agarrou-se em um galho de árvore. Olhando para cima, o tigre o esperava faminto. Olhando para baixo, um desfiladeiro mortal. Que destino! - pensou ele.
Já estava na pontinha do galho, quase caindo, quando avistou duas frutinhas vermelhas. Estendeu a mão e levou-as à boca. E disse para si mesmo: “Que frutinha maravilhosa!”

Dentro deste instante está escondido o sentido da vida.
O silêncio revela que Deus é você em ação no presente.


SAMBODH NASEEB

QUE BOLO DELICIOSO!


E tem também aquela história do mestre que estava em seu leito de morte. Um dos discípulos sabendo de seus gostos preferidos, querendo agradar o mestre antes que ele se fosse, resolveu buscar um bolo para ele.
Quando ele chegou com o bolo o mestre ficou com os olhos cheios de luz, com um sorriso de criança olhando aquele bolo delicioso.
Então um dos discípulos disse:
“Mestre, diga-nos suas últimas palavras. Nós precisamos ouvir seu último ensinamento”
E o Mestre sorriu, provou uma fatia do bolo e disse:
“Ahh... Que bolo delicioso!”, e morreu.

Este foi seu último ensinamento.
Viveu até o último momento deliciando-se com o presente.
O aqui-agora CELEBRADO é tudo que existe de verdade.


SAMBODH NASEEB

PÁRE DE PERGUNTAR E VIVA!

Se você perguntar a uma criança porque ela busca conchinhas na praia ela não saberá lhe dizer... Ora, por que... Não interessa porque, ela adora fazer isso... Todas as explicações são conceituais, mentais, daquele que tenta racionalmente entender o mistério da vida... Mas há coisas que só podem ser vividas e amadas como elas são, e não há resposta satisfatória para essas coisas. Porque chove no mar? Porque o céu é azul? Porque estamos aqui? Porque o mundo foi criado? Porque as árvores são verdes?


SAMBODH NASEEB

AQUI - JÁ - AGORA!


Meditação é a arte de estar presente e aberto a tudo que nos cerca. Essa fluidez, essa abertura, esse derretimento, nos induz à expansão, que é o estado meditativo. Meditação é mais como um sorriso relaxado do que uma seriedade disciplinada. Seriedade definitivamente não combina com meditação. Sua disciplina deve ter um sorriso. Meditação é a brincadeira de Deus, da Vida, do Universo Consciente. Meditação é a arte do instante. A poesia do acaso. Aqui, já, e agora.


SAMBODH NASEEB

JESUS DISSE...


Jesus disse: “Arranque a trave de seu olho antes de querer remover a trave do seu próximo”.
A maneira como você vê o mundo é a maneira como você vê você mesmo. Você em si é o universo todo. O mundo é um espelho que você vê sua face. Quando você acha que o outro é o inimigo, lembre-se de que o inimigo está em sua própria mente. E como o mundo é um espelho, você é refletido lá. Você fica com raiva de si mesmo. Você se decepciona com você mesmo. Você não se acha merecedor de felicidade. O mundo apenas aceita o que você acredita. Sua mente é refletida no mundo, nas pessoas, nas situações da vida. Ninguém está barrando seu caminho. É você que está com o coração fechado. Mergulhe no silêncio e abra os olhos.


SAMBODH NASEEB

sábado, 14 de março de 2009

DEUSES E DEUSAS


Estou aqui para dizer-lhes algo que é absolutamente inacreditável:

que vocês são deuses e deusas.

Vocês se esqueceram disso.
OSHO

ARTE NA VIDA




Esqueça essa história de querer entender tudo.

Em vez disso, VIVA,em vez disso, DIVIRTA-SE!

Não analise, CELEBRE!


OSHO

CRIANDO A VIDA!


Criando a própria vida Criamos continuamente possibilidades em torno de nós, mas nos surpreendemos quando elas acontecem. Vigie bem suas idéias e observe como elas criam sua vida. Se alguém pensa que é um fracasso, que não vai fazer nada na vida... Realmente, essa pessoa não irá fazer nada porque sua idéia está criando essa realidade! Quanto mais ela achar que não, Cria-se um círculo vicioso! Quem pensa que vai ter sucesso, é bem-sucedido. Experimente e você ficará admirado; algumas vezes, nem vai acreditar. Se um homem pensa que jamais encontrará um amigo, ele não encontrará. Ergueu em torno de si a muralha da China. Não está disponível e pronto! Ele precisa provar que sua idéia está certa e... Mesmo que alguém se aproxime com grande cordialidade, será rejeitado porque ele precisa provar sua idéia; está muito comprometido com ela! E pouco a pouco todos se tornarão seus inimigos. Por isso, observe bem o que pensa e o que deseja... Observe a sua mente. Você está constantemente criando o que vai colher da sua vida... Quer chova ou faça sol. Se é assim, melhor que faça sol, não é mesmo?
OSHO

terça-feira, 10 de março de 2009

RAÍZES


"Como desenvolver-se? Simplesmente observe uma árvore. Enquanto a árvore cresce, suas raízes crescem para baixo, tornam-se mais profundas. Existe um equilíbrio; quanto mais alto a árvore vai, mais fundo as raízes vão. Na vida, desenvolver-se significa crescer profundamente para dentro de si mesmo - que é onde suas raízes estão."


OSHO

segunda-feira, 9 de março de 2009

OSHO NÃO DEIXOU NADA DE FORA...




Há 16 anos atrás eu iniciava a jornada da meditação. Conhecí o mestre Osho e um centro de meditação em Porto Alegre - Osho Bholi Meditation Center. Minha meditação preferida era a kundalini. Até hoje amo esta prática. Na época frequentei muitos grupos de crescimento, entre eles, os que mais gostava era o de Renascimento e o de Biodança. Vim a me tornar mais tarde terapeuta nesta técnica de Renascimento (Respiração Consciente).


Osho não deixou nada de fora, quando se trata de crescimento do potencial humano. Alguns mestres da humanidade, principalmente os que tratam do assunto de não-dualidade ou advaita, renegam o crescimento humano e passam a dar valor em uma espiritualidade muito sem chão. No meu ponto de vista, isto cria esquizofrenia, divisão. A matéria não é diferente do espírito. é um mau entendimento da não dualidade que faz certas pessoas deixarem de cuidar de sua mentes e corpos. Osho foi um dos mestres da atualidade que chamou a atenção de um crescimento integral. E por isso desenvolveu terapias. Afinal, mestres orientais não falam sobre terapia. É coisa do ego, eles dizem. Bobagem. Há um crescimento no tempo, no corpo e na mente, dentro da dualidade, e é isto que chamo de evolução. Mas por outro lado, há uma parte de nosso ser que não precisa de evolução, que é perfeita e sempre eterna - e a isto chamo de transcendência. EVOLUÇÃO E TRANSCENDÊNCIA. Imanente e além. Somos ao mesmo tempo partículas e ondas. Totalmente paradoxais, misteriosos, contraditórios! Espírito e matéria dançando e celebrando as possibilidades!


Mas devemos dizer: quando acordamos para o infinito, ou seja, para o que somos em verdade que não é o corpo e nem a mente, relaxamos na nossa busca ansiosa por perfeição. Essa é uma diferença substancial. Então, a evolução do corpo e da mente tomam um novo perfume. Se você quer trabalhar sua mente pode trabalhar até o fim a vida, mas de forma amorosa, sem stress, sem ansiedade de se tornar um modelo para os outros. Com a clareza sobre o que você é de verdade, consciência, a busca por melhoramento se torna apenas uma diversão, como você pinta sua cassa todo ano para ela ficar mais bonita ou como quando você faz uma nova formação para atualizar seus conhecimento na sua área de trabalho. Tudo sempre pode ser renovado, modificado, mudado, transformado. A vida é uma infinita mudança de formas!


Mas o segredo é conhecer que a forma não é você! A forma é uma das maneiras de você brincar neste mundo cheio de diversidade. Mude o quanto quiser, mas aprenda através da meditação e da yoga do conhecimento que você em essência já é perfeito e nunca sujieto a mudanças. Desse ponto de vista a vida se torna uma síntese de aventuras e novas possibilidades constantes.



SAMBODH NASEEB


segunda-feira, 2 de março de 2009

APENAS NÃO SE ENVOLVA!


Os mestres iluminados ensinam o testemunho e a vigilância da mente. Mas isso é tão difícil. O normal sempre foi eu me perder na minha mente e me envolver com a loucura mental. Como posso não me envolver?

A mente se envolve. Isso é um fato. Deixe-a se envolver. Mas quando você percebe que a mente está envolvida, VOCÊ está observando! Nesse momento, dê-se conta do seguinte: Se a mente é pensamento e você observa pensamento, quem tem a mente? Quem possui uma mente? Se você investigar voltará para a Fonte. A mente está envolvida com quem? Note que ela se envolve com ela mesma, porque são pensamentos se envolvendo com pensamentos. Mas nesse instante, o que é você? Pensamentos ou Aquilo que observa?

Não é uma questão de fazer a observação. Observação existe sempre com você. Observe o envolvimento. Apenas isso. Quando você quer parar o envolvimento, isso é mais envolvimento! Quando você vê a mente como inimiga, isto é mais um pensamento da mente!!!

A mente quer parar o envolvimento. Mas a própria mente é envolvimento!
Perceba apenas! Apenas note o envolvimento! Isso é suficiente.


SAMBODH NASEEB

VOCÊ NÃO EXISTE LÁ - SÓ AQUI


Você pode sim pensar no passado e no futuro. Mas eles não existem, são apenas pensamentos. E mesmo que você pense, onde você está para pensar? Ora, você está no presente. Você tem de estar no presente para pensar, não é mesmo? Portanto, não importa se você pensar, sua essência não pensa. Seja sua essência. Esteja aqui-agora.

SAMBODH NASEEB

VOCÊ É DEUS NO PRESENTE

Um monge zen estava caminhando pela floresta, quando um tigre enorme saltou em sua frente. Como o tigre veio em sua direção ele saiu correndo. Quando chegou em um precipício, resvalou e caiu. Por sorte, agarrou-se em um galho de árvore. Olhando para cima, o tigre o esperava faminto. Olhando para baixo, um desfiladeiro mortal. Que destino! - pensou ele.
Já estava na pontinha do galho, quase caindo, quando avistou duas frutinhas vermelhas. Estendeu a mão e levou-as à boca. E disse para si mesmo: “Que frutinha maravilhosa!”

Realize sua própria Verdade.
Você é único.
Dentro de você mesmo está escondida a Verdade para que você possa vivê-la.
O silêncio revela que Deus é você em ação no presente.

SAMBODH NASEEB

QUEM QUER ACORDAR?


Uma vez perguntaram ao mestre Buda Gautama porque tão poucas pessoas iluminadas existiam. Será que é tão difícil assim perceber a própria iluminação?

Buda respondeu: “Faça uma experiência. Vá ao vilarejo mais próximo e durante todo o dia pergunte a diversas pessoas o que elas mais querem na vida”.

O discípulo foi e voltou no fim do dia para falar com o mestre.

“Conversei com muitas pessoas. Muitas respostas. Umas querem um bom casamento, outras querem ter muito dinheiro, outras querem ter muita fama, poder...”

Buda respondeu: “Então já tens sua resposta. Muito poucas pessoas desejam a iluminação, por isso, nunca iniciam o caminho da meditação, que é a libertação do sofrimento”.



SAMBODH NASEEB