quarta-feira, 14 de agosto de 2013

BUDA

Buda estava reunido com seus discípulos certa manhã, quando um homem se aproximou: 
- Existe Deus? - perguntou. 
- Existe - respondeu Buda. 
Depois do almoço, aproximou-se outro homem. 
- Existe Deus? - quis saber. 
- Não, não existe - disse Buda. 
No final da tarde, um terceiro homem fez a mesma pergunta: 
- Existe Deus? 
- Você terá que decidir - respondeu Buda. 
Assim que o homem foi embora, um discípulo comentou, revoltado: 
- Mestre, que absurdo! Como o Senhor dá respostas diferentes para a mesma pergunta? 
- Porque são pessoas diferentes, e cada uma chegará a Deus por seu próprio caminho. O primeiro acreditará em minha palavra. O segundo fará tudo para provar que eu estou errado. E o terceiro só acredita naquilo que é capaz de escolher por si mesmo.

domingo, 4 de agosto de 2013

PENSAR E SER



Meditação é viver.
O restante é pensar que se vive.

Sambodh Naseeb

O MOMENTO É SEMPRE INOCENTE



A visão Não Dual diz:  Eu não estou separado daquilo que vejo.
Sob a visão da Não Dualidade podemos entender a alegria de estar com amigos.
Quando não estamos egocentrados, e somos o momento, alegria acontece.
Alegria é quando o momento existe - sem a sua ideia SOBRE este momento.
Nós ficamos felizes quando somos o momento.
No momento, o orgulho desaparece e voltamos à inocência.
O momento é sempre puro.

Sambodh Naseeb

COEMERGÊNCIA



Tudo que vemos está apontando um dedo em nossa direção,
de modo que não possamos esquecer que há uma coemergência entre dentro e fora.
Sem acreditar no mundo de dentro você não pode acreditar no mundo de fora!
Eles são coemergentes!

Sambodh Naseeb

STOP - IGUALDADE CÓSMICA



STOP!
O que há aqui agora?
STOP!
Caiu dos bolsos todo desejo ou pensamento
sobre o passado e o futuro.
STOP!
Caiu seu "eu", "você", ou qualquer lugar.

Então:
- STOP!
Qual a diferença entre você e uma flor, agora?


Sambodh Naseeb

O ENSINAMENTO DEVE LEVAR AO SILÊNCIO




A busca é uma coisa que acontece.
Na verdade tudo acontece.
E nós observamos tudo acontecer e tentamos dar "nome aos bois" para todo esse mistério.
Mas é o coração que se entrega e percebe por fim que:
Todas as ações são observadas por mim.
Todas as inações são observadas por mim.

QUEM É ESTE MIM?

Quando olho pra dentro, este mim é revelado como consciência pura sem forma.
Esta consciência primordial é o aquietamento conhecido como mente natural ou fonte.
O silêncio é a resposta.
Se o ensinamento o leva ao silêncio, então, é um real ensinamento.


Sambodh Naseeb

A LIBERDADE DE SATSANG




Em satsang
ao sentir um carinho por seu cãozinho
a pergunta é: - Quem sente este carinho?

Em satsang
nos damos conta de que o eu é
Deus-Consciência- Amor-Eu-Presença-Espírito.
Aquele que ouviu o latido é o mesmo que latiu.
Consciência está presente em ambos.
Eu e o mundo somos intrinsecamente a mesma unidade.

Mas "eu e o mundo" somos aparências.
Toda a aparência não pode ser a Fonte, estando sujeita à impermanência
Veja: uma aparência não existe em SI.
Uma aparência só existe no contraste.
O forte não existe sem o fraco.
Nem o sucesso sem o fracasso.

Em satsang
podemos ver as aparências como provisórias e construídas.
Podemos ver a liberdade por trás de todas as construções da mente.
Podemos ver que já somos a própria iluminação acontecendo incessantemente à luz da lucidez.

Sambodh Naseeb

DENTRO E FORA = DEUS = CONSCIÊNCIA PRIMORDIAL





Olhe para fora: milhões de coisas.
Olhe para dentro: apenas uma coisa.
Deus é aquele que olha.
Então, Deus, ou Consciência Primordial, não tem preferências, porque não é nada em si.
E nós não podemos ser relativos, porque o relativo não existe em si.
O relativo é a sombra do absoluto.
Só há o absoluto.
Mas o absoluto visto do ponto de vista da mente limitada,
é o relativo.
O absoluto não mudou em si.
Apenas esqueceu de si quando vive sua consciência através de uma mente limitada que pensa.
Nada mudou de verdade.
Apenas a mente está tendo uma nova experiência baseada na leitura de seu corpo no espaço nessas circunstâncias que agora estás.

Sambodh Naseeb



NAO DUAL



Não dualidade quer dizer que Deus é ao mesmo tempo Sujeito e Objeto.
Não dualidade = Deus é ao mesmo tempo Criatura e criador.
Toda a criação é emanada disso que é a Fonte - e ela permanece inalterada..
Ele sou eu e ao mesmo tempo é tudo.
Ele é você e ao mesmo tempo eu e tudo.

Dentro da palavra DEUS você verá a palavra "EU".
Deus é só uma maneira de falar do absoluto.
"Eu", "mim", é só uma maneira de falar do relativo.

Sambodh Naseeb

domingo, 14 de julho de 2013

PUROSILÊNCIO

Quando tiver uma expectativa qualquer, pergunte-se:
Para quem esta expectativa está surgindo?
"Para mim", você diz.
Mas quem sou eu?

Eu sou aquele que vê, aquilo que é consciente. Eu sou consciência.

A natureza dessa consciência é silêncio, paz.

Meditação é começar a perceber isso.
Que você é Silêncio e repousar em Si mesmo.
Que é Purosilêncio.

Naseeb

sábado, 6 de julho de 2013

TUDO ESTÁ DENTRO DO AMOR


Você já é a pura paz. Por trás dos seus pensamentos existe paz. 
Por trás das nuvens existe sempre sol. 
Você é o sol. Você não é o que passa. 
Nuvens vêm e vão. Mas você permanece. 
Então, quem é você? 
Tudo que está aqui-agora é VOCÊ. 
Você é a Vida.
Não há separação real entre os objetos!
Tudo está dentro da consciência que você É.
Toda a polaridade da vida está dentro do Amor.

Sambodh Naseeb


PRESENÇA


Quando digo que você é divino, não estou me referindo a um ser superior ou qualquer idéia de Deus que você tenha. Estou apenas dizendo que você é uma presença.Você não pode negar sua existência. Você não pode dizer que não é. Se você negar sua existência, quem estará negando? Você. E você não pode negar a si mesmo. Você pode negar seus pensamentos, sentimentos, sensações corporais, porque tudo isso vem de uma experiência passada. Mas você não pode negar aquilo que existe agora. E a única coisa que realmente É, é seu Ser. Este Ser eu chamo de presença. Você pode chamar de Deus, se quiser. Ou de Amor.

Sambodh Naseeb

FALA MOOJI!


COMPREENSÃO CLARA




Quando você se torna mais consciente, ao mesmo tempo, torna-se mais responsável por si mesmo e por tudo. Quanto mais inconsciente você vive, menos responsabilidade sente. Quanto mais você compreende a Si mesmo, mais liberdade e mais responsabilidade nascem simultaneamente. As escolhas tem que ser feitas. E serão escolhas melhores para você quando há compreensão de como as coisas são. Quando há ignorância, a mente tende a ficar poluída, e há a tendência à formação de imagens mentais aflitivas e emoções conflitantes. Sofrimento sempre pode ser evitado pela compreensão clara.

Sambodh Naseeb

quinta-feira, 4 de julho de 2013

UMA BOA HISTÓRIA QUE OSHO CONTOU




Osho contou:

 “Quando Deus criou o mundo, passou a viver nele, no
mercado.Mas sua vida estava se tornando um tormento cada vez
maior porque as pessoas não paravam de trazer-lhe queixas:
a mulher de fulano está doente, o filho de sicrano
morreu, beltrano não consegue arrumar emprego - todo os
tipos, todas as espécies de queixas.
E as pessoas nem ao menos preocupavam-se se era dia
ou noite: vinte e quatro
horas por dia, ele ouvia queixas e, naturalmente, já
não aguentava mais. Finalmente, consultou seus assessores, que disseram:
Em primeiro lugar, foi um erro criar o mundo.
Agora, fuja, ou essas
pessoas vão matá-lo.

Mas Deus disse.
- Fugir para onde?
Alguém sugeriu:
Vá para o Everest.
Deus retrucou:
Vocês não conhecem o futuro. Conheço o passado, o
presente e o futuro.
Logo um sujeito vai chegar lá. E assim que me vir, o
mesmo problema vai
aparecer: por toda a parte haverá ônibus,estradas,
aeroportos, restaurantes,
hotéis... porque as pessoas irão lá para queixar-se
de problemas e
dificuldades. A mesma coisa vai recomeçar.

Alguém falou:
- Então é melhor que você vá para a Lua.
Disse Deus:
Vocês não entendem. Não há um único lugar em todo
o mundo, onde o homem
não consiga chegar algum dia.
Um velho assessor, que costumava falar raramente,
segredou ao ouvido de
Deus:
Sei de um lugar aonde o homem nunca chegará:
simplesmente entre dentro
dele. Ele vai procurar em toda a parte - mas nunca
dentro de si mesmo.


E Deus respondeu:
- Isso parece ser sensato.
Desde então, Deus mora dentro de cada um.


PERGUNTA PARA BUDA: EXISTE DEUS?



Buda estava reunido com seus discípulos certa manhã, quando um homem se aproximou:
- Existe Deus? - perguntou.
- Existe - respondeu Buda.
Depois do almoço, aproximou-se outro homem.
- Existe Deus? - quis saber.
- Não, não existe - disse Buda.
No final da tarde, um terceiro homem fez a mesma pergunta:
- Existe Deus?
- Você terá que decidir - respondeu Buda.
Assim que o homem foi embora, um discípulo comentou, revoltado:
- Mestre, que absurdo! Como o Senhor dá respostas diferentes para a mesma pergunta?
- Porque são pessoas diferentes, e cada uma chegará a Deus por seu próprio caminho. O primeiro acreditará em minha palavra. O segundo fará tudo para provar que eu estou errado. E o terceiro só acredita naquilo que é capaz de escolher por si mesmo.

BOBO DA CORTE



Uma vez aconteceu que um rei precisava de um bobo da corte.
Um perfeito bobo foi encontrado e o rei foi até ele. O rei disse: “preciso testá-lo e gostaria que me fizesse uma lista das pessoas mais bobas da corte. Coloque o mais bobo em primeiro lugar e assim por diante...”

Dias mais tarde o rei voltou e perguntou se o trabalho estava feito.
O bobo disse: “Sim, eu terminei minha lista.”
Então o rei perguntou: “me diga que estou curioso...Quem é o primeiro ?”
O bobo disse: “Você”
O rei ficou muito ultrajado e pediu uma explicação.
O bobo então disse: “Ontem mesmo foi que eu cheguei à conclusão de quem é o mais bobo. Estava um pouco confuso, mas ontem soube mesmo. Você deu a seu ministro milhões em dinheiro para que ele comprasse diamantes e pérolas em países distantes. Esse homem jamais voltará. E você confiou nele. Você é mesmo o maior bobo de toda a corte.
“Tudo bem...” disse o rei. “Mas se ele voltar ?”
“Bem, se ele voltar eu riscarei o seu nome e colocarei  o nome dele em seu lugar!”


VIVENDO NO PRESENTE



O Osho disse uma vez que “A única diferença entre nós é que você não diz ok para você mesmo – essa é a única diferença. Você está continuamente tentando melhorar a si mesmo, e eu não estou tentando melhorar. Eu disse: imperfeita é como a vida é. Você está tentando se tornar perfeito e eu aceitei minhas imperfeições. Essa é a única diferença. Então eu não tenho problemas. E quando você aceita suas imperfeições, de onde poderão vir os problemas ?  Quando você diz OK ao que quer que aconteça, então de onde pode o problema surgir ?”

HISTORIETA ZEN



Um homem veio a um monge Zen e perguntou: “Por que você está sempre tão extasiado? Por que eu não estou tão extasiado?
O mestre disse: “Espere. Quando todos tiverem saído, aí responderei a sua pergunta.”

O homem esperou e esperou, porque as pessoas estavam indo e vindo, e não havia um único momento para eles ficarem a sós. Ele estava ficando cansado e impaciente e muitas vezes pensou em sair.

Mais à tardinha, quando o sol estava se pondo, todos haviam ido embora e ele ficou sozinho com o mestre. Ele o lembrou: “Agora, por favor, conte-me.”

O mestre disse: “Olhe para fora da janela. Você vê essa grande árvore ?”
Ele disse: “Sim, eu a vejo.”
E ele disse: Você vê aquele pequeno arbusto ao lado?”
Ele disse: “Sim, eu o vejo também.”

O mestre disse então: “Eu nunca vi o arbusto dizer à grande árvore: “Por que você é tão grande e eu sou tão pequeno?” é por isso que ambos são felizes. Eles não se comparam .E eles estão um do lado do outro. E durante quinze anos eu venho tentando descobrir porque eles não se comparam. Eles estão perfeitamente felizes; ambos estão felizes. 
Você está infeliz porque você está comparando, você está vivendo em comparação. E eu estou feliz porque abandonei toda a comparação, eu simplesmente me aceitei como eu sou.Você acha que pode mudar a si mesmo. Eu me aceitei exatamente assim como sou. Esse é o meu simples segredo.”

SILENCE



Mergulhar no silêncio...
Sem outra alternativa...
A mente diz: há outra saída
Mas por quanto tempo esperas isso ?
Rendição: e nasce espaço para o silêncio mostrar-se.

Deus namora silêncio...
Amor persegue silêncio...
Compaixão canta silêncio...
Quanta beleza do silêncio...
Dois corações que são um
Ego é um sorvete no fogo...
VOCÊ PODE SE APAIXONAR
PELO SILÊNCIO...


Naseeb

CELEBRAÇÃO




Meditação é acordar a criança interior maravilhada com o mundo. O brincar é um fim em si mesmo. Meditar é brincar com a Vida.

Sambodh Naseeb


VOCÊ É VIDA





Vida é um processo muito misterioso. E a não ser que nos entreguemos a este processo que não conhecemos, parecerá que estamos separados dela. A Vida é um meio de expandir VOCÊ. Ela precisa expandir você. Ela cria todas as formas de palcos, de atores, de cenas, para que VOCÊ venha a se conhecer totalmente. É a vida que precisa do teu consentimento. Ela está todo o tempo ao seu lado, apoiando, mudando, virando sua cabeça pra cá e pra lá. A Vida anima a tudo e não te dá escolha a não ser que VOCÊ confie plenamente nela como sendo você. Ou você tem outra escolha ?

Sambodh Naseeb

PAI



"Meu amado e terno pai de 79 anos (que tem alzheimer) me pergunta pela quinta vez onde eu moro...

Pai está bem, não te preocupes, eu sou o que tu és. Vivo aqui agora, contigo, nesta intimidade. Esta é a minha casa, a nossa casa, muito além da nossa história.

E assim, ainda que eu te diga onde moro pela quinta vez, o que realmente realmente quero dizer é "Eu te amo, pai"; 
e a conversa continua...

~ Jeff Foster

segunda-feira, 24 de junho de 2013

AQUILO QUE É



Os místicos que se enamoram deste mistério do Ser e adentram profundamente nisso dizem que a revelação da experiência direta é necessária para algo absolutamente óbvio: que não somos limitados a nome e forma. O “Ser” é exatamente aquilo que não pode ser definido por nome e forma, e existe antes, durante e depois do nome e da forma.
O oceano é profundo e silencioso. As ondas superficiais e musicais. O primeiro é permanente, enquanto que o segundo é impermanente e sua forma está sempre nascendo e desaparecendo no oceano. Os nomes – oceano e onda – parecem indicar objetos diferentes. Mas se examinarmos com cuidado e zê-lo, veremos que tanto um quanto o outro são feitos da mesma substância: água.
O Ser é como a água.
Imanente e transcendente ao mesmo tempo.

SAMBODH NASEEB

O SABER DIRETO DO AGORA



Conheces alguma coisa que tu sejas que não possa ser destruída, nem rebaixada, nem desmerecida por ninguém?

É possível conhecer algo que não pode ser construído por ti, nem criado por ti, nem destruído por ti, e mesmo assim, seja o ALGO mais permanente em você que existe?

Se você se pergunta “QUEM SOU EU?” e responde alguma coisa como “Eu sou um cara legal” ou “Eu sou brasileiro”, ou “Eu sou fulano de tal...” você acaba por limitar você a um rótulo. Mas quantos rótulos passam por nossas mentes ao longo da vida?

A resposta para QUEM É VOCÊ não pode vir de nosso passado, nem da memória, senão estaríamos falando do FOMOS.


Este é um saber DIRETO AQUI-AGORA. 

Ele é revelado no absoluto silêncio do AGORA. 

É o silêncio do AGORA que contém toda a inteligência da Vida, e tudo que precisamos para perfumar nosso contato com outros seres. 
Silêncio, Amor, Compaixão, Lucidez e Sabedoria são frutos de uma mente silenciosa. 
Meditação é o início deste caminho maravilhoso que cria olhos luminosos e integrativos. 


SAMBODH NASEEB

O BARBEIRO


Era uma vez um homem que foi ao barbeiro. Enquanto tinha seus cabelos cortados conversava com o barbeiro. Falava da vida e de Deus. Daí a pouco, o barbeiro incrédulo não agüentou e falou:
- Deixa disso, meu caro, Deus não existe!
- Por quê?
- Ora, se Deus existisse não haveria tantos miseráveis, passando fome! Olhe em volta e veja quanta tristeza. É só andar pelas ruas e enxergar!
- Bem, esta é a sua maneira de pensar, não é?
- Sim, claro!
O freguês pagou o corte e foi saindo, quando avistou um maltrapilho imundo, com longos e feios cabelos, barba desgrenhada, suja, abaixo do pescoço... Não agüentou, deu meia volta e interpelou o barbeiro:
- Sabe de uma coisa? Não acredito em barbeiros!
- Como?
- Sim, se existissem barbeiros, não haveria pessoas de cabelos e barbas compridas!
- Ora, existem tais pessoas porque evidentemente não vêm a mim!
- Que bom. Agora, você entendeu.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

O VERDADEIRO INIMIGO



Se eu pudesse dizer uma coisa para você, seria para convidá-lo a olhar profundamente e reconhecer o verdadeiro inimigo. Esse inimigo não é uma pessoa. Esse inimigo é uma forma de pensamento que traz muito sofrimento para todos. Esta é uma oportunidade para nós sentarmos, ficarmos calmos, e fazermos exatamente isso, identificar o verdadeiro inimigo e buscar formas de removê-lo.


 Thich Nhat Hanh

OS DEZ MIL MUNDOS



Prometa-me,
prometa-me neste dia,
prometa-me agora,
enquanto o sol está a pino
exatamente no zênite,
prometa-me:

Mesmo que eles
te golpeiem e derrubem
com uma montanha de ódio e violência;
mesmo quando pisarem em você e te esmagarem
como um verme,
mesmo que eles te desmembrem e te estripem,
lembre-se, irmão,
lembre-se:
o homem não é nosso inimigo.

A única coisa digna de você é a compaixão -
invencível, sem limites, incondicional.
Ódio nunca vai te deixar enfrentar
a besta no homem.

Um dia, quando você enfrentar este monstro sozinho,
com sua coragem intacta, seu olhos gentis,
imperturbáveis
(mesmo que ninguém veja),
do seu sorriso
irá nascer uma flor.
E aqueles que o amam
Irão te contemplar
em dez mil mundos de nascimento e morte.

Thich Nhat Hanh  - Tradução Leonardo Dobbin)

INTERDEPENDÊNCIA



Tudo que existe existe talvez porque outra coisa existe. Nada é, tudo coexiste: talvez assim seja certo..  

-Fernando Pessoa

FELICIDADE



A maior bênção não é aquela que cai dos céus e nos é dada, mas é a felicidade que cada um de nós é capaz de gerar para si próprio. 

- Thich Nhat Hanh (no livro Dois Tesouros) 

CONSCIÊNCIA PLENA



MINDFULNESS (plena consciência) significa atenção deliberadamente prestar atenção, estar plenamente consciente do que está acontecendo tanto dentro de si mesmo, em seu corpo, coração e mente e fora de si mesmo em seu ambiente. Mindfulness é a consciência sem julgamento ou crítica. O último elemento é a chave. Quando estamos atentos, não estamos comparando ou julgando. Estamos simplesmente testemunhando as muitas sensações, pensamentos e emoções que surgem à medida que nos envolvemos nas atividades comuns da vida diária. Isso é feito de uma forma simples, mas é aquecida com bondade e temperada com curiosidade.

-Jan Chozen Bays

MENTE COMPLETA




Plena consciência é atenção. É uma consciência receptiva que não julga, uma consciência respeitosa. Infelizmente, a maior parte do tempo, nós não estamos presentes desta forma. Em vez disso, nós reagimos, julgando se gostamos, não gostamos, ou se podemos ignorar o que está acontecendo. Ou medimos a nossa experiência contra as nossas expectativas. Nós avaliamos a nós mesmos e aos outros com um fluxo de comentários e críticas.


- Jack Kornfield

quinta-feira, 13 de junho de 2013

CAMINHO DA MEDITAÇÃO


O Caminho da Meditação é o caminho que une o dentro e o fora.
E por fim lhe mostra que dentro e fora são ideias.
O que existe é CONSCIÊNCIA.
Ela permeia.
CONSCIÊNCIA é tudo que realmente existe.
É o que nós somos.
Amor, Paz, Silêncio.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

CONSCIÊNCIA É BUDA



Buda é Consciência.
É a natureza original da mente.
Sempre Agora.
Onde tudo acontece e des/acontece.
É o espaço, o céu onde os pássaros impermanentes da vida desfilam e brincam nesta energia sem propósito ou fim.
Buda É.
Tudo o mais existe.
Buda não existe. buda É.
Tudo o mais existe, e por isso, não existe ao mesmo o tempo, porque sua existência é efêmera.
É uma existência impermanente e passageira.
Buda não existe, no sentido de que ele jamais nasceu.
Desse modo, Buda não passa por duração ou tempo.
Buda é não/localidade, não/espacialidade.
Buda é a natureza permanente consciente da impermanência.
Buda é o centro consciente em você.
Mais ainda: é ralmente você, no sentido de que é o de mais permanente que o define: como consciência.
Relaxe no Buda.
A Consciência pura aberta e relaxada é a natural Presença do Buda - Aquilo que É.
Isso está disponível a todos nós exatamente AGORA.
Não é uma conquista - trata-se de uma descoberta de algo que você já é e tem em si.
Não é uma acumulação do ego - é exatamente a noção de que o ego é uma ilusão da mente.
Não é um objetivo: Pois está acontecendo aqui agora, sem esforço, quando sorrimos para o Agora.

Sambodh Naseeb

ESTADO DE PRESENÇA


O que "É" realmente, o que existe realmente, dizem os físicos modernos, é aquilo que não está, nem no espaço, nem no tempo.
ISTO QUE EXISTE além do tempo abriga o tempo.
ISTO QUE EXISTE além do espaço, abriga o espaço material/energético.
EXISTE ALÉM DA EXISTÊNCIA E DA NÃO EXISTÊNCIA.
E ISTO não pode ser pensado, inferido, analisado.
e é exatamente isto que você é eu somos, em essência, exatamente agora.
Tudo acontece dentro disso que não é aparente.
tudo acontece nisso que está além do tempo, além das idéias, além da história, além da impermanência.
A possibilidade se se relaxar nisso é uma experiência direta.
Todo o pensamento precisa ser deixado de lado no sentido de que sabemos que todo o pensamento é um objeto, algo aparecendo nisso que EU SOU. Algo aparecendo na consciência que EU SOU.
Isso é deixar de lado. Apenas perceber que um pensamento existe porque É PERCEBIDO.
Como o filósofo austríaco Berkeley apontou: "Ser é ser percebido".
E deu realmente em cheio.
mostrou algo muito poderoso, porque é experienciável. empírico.
É possível PERCEBER ISSO ATRAVÉS DE NOSSOS SENTIDOS.
Aquilo que somos é uma experiência direta.
A experiência do que somos pensada pela mente é uma história toda distorcida e inventada por nós mesmos, em nossa riquíssima imaginação.
Deixar a consciência começar tomar consciência da consciência é meditação.
Em outras palavras: deixar a atenção repousar em si mesmo e perceber que você observa a si mesmo.
Este que observa a si mesmo é REALMENTE VOCÊ.
Mas o que você observa de si mesmo?
Pensamentos, sensações, sentimentos, emoções.
Todos processos energéticos impermanentes.
O corpo muda. A mente muda.
Mas o que observa as mudanças? O que se dá conta disso? tem de haver algo consciente disso.
E isto realmente é a PRESENÇA QUE VOCÊ É AGORA.
Então é possível relaxar nisso.
E aí se cai naturalmente na vida inédita, sensível, e frágil de todo momento.
A fragilidade natural de tudo que é vivo.
Aí conhecemos o estado natural.
O estado de Presença, que está presente mesmo na tristeza ou na raiva.
Isto é não/dualidade.
Aqui mesmo, exatamente Agora, vive e mora o maravilhoso.
A meditação tenta nos mostrar que o estado de Presença é nosso estado natural e nunca nos abandona.
Só requer um novo foco.
E ele é totalmente possível.



Sambodh Naseeb





segunda-feira, 27 de maio de 2013

FERNANDO PESSOA AQUI AGORA



XXX
Se quiserem que eu tenha um misticismo, está bem, tenho-o.
Sou místico, mas só com o corpo.
A minha alma é simples e não pensa.
O meu misticismo é não querer saber.
É viver e não pensar nisso.
Não sei o que é a Natureza: canto-a
Vivo no cimo dum outeiro
Numa casa caiada e sòzinha
E essa é a minha definição.
XXXVI
E há poetas que são artistas
E trabalham nos seus versos
Como um carpinteiro nas tábuas!...
Que triste não saber florir!
ter que pôr verso sôbre verso, como quem constrói um muro
E ver se está bem, e tirar se não está!...
Quando a única casa artística é a Terra tôda
Que varia e está sempre bem e é sempre a mesma.
Penso nisto, não como quem pensa, mas como quem respira.
E olho para as flores e sorrio...
Não sei se elas compreendem
Nem sei se eu as compreendo a elas,
Mas sei que a verdade está nelas e em mim
E na nossa comum divindade
De nos deixarmos ir e viver pela Terra
E levar ao colo pelas Estações contentes
E deixar que o vento cante para adormecermos
E não têrmos sonhos no nosso sono.

( O Guardador de Rebanhos)


Alberto Caeiro O Guardador De Rebanhos II (8-3-1914)




O meu olhar é nítido como um girassol.

Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de vez em quando olhando para trás...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E eu sei dar por isso muito bem...
Sei ter o pasmo essencial
Que tem uma criança se, ao nascer,
Reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo...
Creio no mundo como um malmequer,
Porque o vejo. Mas não penso nêle
Porque pensar é não compreender...
O Mundo não se fêz para pensarmos nêle
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para êle e estarmos de acôrdo...
Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe porque ama, nem o que é amar...
Amar é a eterna inocência,

E a única inocência não pensar...

A VERDADE SOBRE A ILUMINAÇÃO ESPIRITUAL






Como você sabe, no início da busca espiritual, parece que o que se deseja, aquilo pelo que se anseia, é alegria pessoal, libertação pessoal, iluminação pessoal. Mas a iluminação pessoal é um mito. Iluminação, na verdade, é a descoberta de que não existe uma pessoa separada de qualquer outra pessoa, exceto na aparência. A inseparabilidade de cada pessoa em relação a todas as outras é permanente e imutável.”

Gangaji

SATSANG & MEDITAÇÃO




Satsang significa uma comunidade de amigos comungando a verdade do amor e da consciência no Agora.

Meditação é deixar a atenção repousar no centro, naquilo que vê, naquilo que somos Agora.


MUDANÇA NATURAL



O problema é que você não se aceita. Pode chamar isso de compulsão ou qualquer outra coisa - mas você não se aceita como você é. Você quer se melhorar - e é aí que está o caroço do problema.

Melhorar não é possível. Melhorar é uma noção muito falsa. Nunca aconteceu...não pode acontecer. Pela natureza das coisas não é possível. Ninguém jamais melhora, porque todo o mundo já é o que pode ser; portanto, a gente tem que relaxar e aceitar isso. Se esse é seu padrão, então isso é você.

Uma vez que você aceite isso, as coisas começarão a mudar. E eu não digo que elas vão melhorar - digo que começarão a mudar. Mudança é um conceito totalmente neutro. 

Na melhoria há cobiça, na melhoria há ego. Na mudança...É apenas como as mudanças do verão, e então chove, e mudança de chuvas e é inverno, e mudança de estações - mas não há nenhuma melhoria. Há mudança!
A mente ocidental inteira se prende basicamente ao conceito de progresso. Há evolução, mas não há progresso. Evolução também não é uma palavra certa, porque esta também dá uma idéia como se algo estivesse evoluindo a um estado mais alto. Nada vai a qualquer lugar - tudo está onde está.
. . .
O S H O


TODA EXISTÊNCIA É UNA

Uma mente espiritualista não faz distinção entre matéria e espírito; ela é indivisa. Toda a existência é una – essa é a mente espiritualista. O materialista,  mesmo quando ama uma mulher, ele a reduz a um objeto. O que é então um espiritualista? É aquele que , mesmo quando toca num objeto, o transforma em pessoa. Vocês vão se surpreender com a minha definição. A pessoa espiritualista é aquela que, mesmo quando dirige um carro, o carro se transforma em pessoa, ela sente o carro, ouve o seu ronronar... Dedica-lhe todo o seu afeto e cuida dele. Mesmo um objeto começa a se transformar em pessoa, fica vivo; ela está em comunhão com as coisas também. E a pessoa materialista é aquela que, mesmo quando ama um homem ou uma mulher, uma pessoa, imediatamente a reduz a um objeto, a uma posse. A mulher se transforma em esposa – esposa é um objeto, uma instituição. O homem se transforma em marido – marido é um objeto, a mesma instituição. E todas as instituições são feias, estão mortas.

OSHO

ALÉM DA ILUMINAÇÃO

Todas as nossas experiências dependem de seus opostos. Se você não puder provar o amargo, você também não tem como provar qualquer coisa doce – eles estão juntos. Se você não puder enxergar a escuridão, você não pode ver a luz. E se você está continuamente num estado, você começa a esquecer dele.

Isso é o que chamo de ir além da iluminação – no dia em que você começar a esquecer que você é iluminado, no dia que isso se tornar apenas o curso natural de sua vida ordinária, nada especial. A maneira que você respira, a maneira que seu coração pulsa, a maneira que seu sangue circula no corpo, a iluminação também se torna parte de seu ser. Assim, você esquece tudo sobre isso.

Quando você pergunta sobre a iluminação, sou lembrado que sim, há uma experiência chamada de iluminação. Mas quando estou sentado sozinho, nunca me lembro de que sou iluminado, isso seria loucura! Isso se tornou algo tão natural, uma experiência comum.

Primeiro vá além da mente. Então vá também além da iluminação. Não fique preso em lugar nenhum até que você seja simplesmente uma parte ordinária da existência, com as árvores, com os pássaros, com os animais, com os rios, com as montanhas. Você sente uma grande harmonia – nenhuma superioridade, nenhuma inferioridade.

OSHO


PAZ

Acolher todos os aspectos que não queremos ver à luz da sabedoria.
O Amor acolhe.
O Medo nega.
O Amor e a Consciência andam sempre juntos.
Amor para ver o outro como a si mesmo.
Consciência para reconhecer que estou além da relação sujeito x objeto.
Então naturalmente persuadimos o Silêncio a nos brindar com sua presença.
Paz.
E é o que somos naturalmente, exatamente
Agora.
Paz.

Sambodh Naseeb

VERSO

Cada verso de amor
que ninguém cantou
é um verso de amor que ninguém cantou...


Naseeb

STOP - SÓ AGORA!

STOP - Só Agora. 
Suspenda o desejo de algo no futuro. 
Abandone por agora suas expectativas, anseios, 
crenças, sonhos, sua imaginação e, conseqüentemente, 
o medo de que aquilo não vá acontecer. 
Agora nada há para acontecer. 
Só por agora, não se envolva com o passado. 
"Stop" exatamente agora. 
Só por agora. 
Nada mais está sendo pedido. 
Stop Agora! Nesse ínfimo instante. Agora.
Por meio segundo não queira nada que não está na sua frente!
E note.
Veja quem é você exatamente Agora. Você é mesmo separado da Vida?
Quem é você quando não está envolvido nos planos duais da mente?
Quem é você quando relaxa e apenas É?

Sambodh Naseeb



Sambodh Naseeb.

NOVAMENTE O SILÊNCIO...

Toda música é feita de intervalos, de espaços em branco entre duas notas, mais ou menos prolongados.     Toda a base é feita de silêncio. O silêncio é a base de todos os acontecimentos. É a base da mente. Base das emoções. Base dos pensamentos. O silêncio é o que somos ( ser) neste exato momento. Tudo que não for silêncio agora é impermanente. Está sujeito a mudanças. Corpo e mente mudarão. Eles são sujeitos às circunsntâncias exteriores, à genética, à educação. Entretanto, a inteligência primordial, anterior a nome e forma, por nunca ter nascido, não sofre desgaste - e nunca morre. Nunca desaparece porque não aparece!
Consciência nunca aparece! Ela não existe na mesma dimensão do corpomente.
A inteligência primordial é a BASE para tudo.
O que os mestres querem nos lembrar é que todos nós somos isso.
Todos nós na intimidade somos uma consciência além de nossa identidade como seres humanos.
Mas simplesmente indizível.
Aqui entra o silêncio...e as respostas se desmancham com as perguntas...

Sambodh Naseeb

...


SÓ HÁ CONSCIÊNCIA

Ser o que somos deveria ser tão fácil, né?
Afinal, o fácil é o espontâneo, o natural.
Portanto, chegamos a triste conclusão de que perdemos a naturalidade.
O estado natural é a recuperação de um espaço intocado.
Este espaço é o que Somos Agora.
Somos este espaço intocado pelo pensamento, pelo sentimento ou pela sensação.
A dimensão da unicidade não está no tempo nem no espaço, mas exatamente Agora.
Ser = Agora.
Ser Natural = viver espontaneamente, em aceitação e criatividade.
Aceitação para amar suas limitações.
Criatividade para brincar no mundo dos sonhos, brincar no mundo da mente.
Talvez ser natural é recomeçar a visitar o Agora onde minha identidade evapora.
No Agora, evapora.
No Agora - No Instante - No Aqui
Só há consciência.