segunda-feira, 27 de maio de 2013

ALÉM DA ILUMINAÇÃO

Todas as nossas experiências dependem de seus opostos. Se você não puder provar o amargo, você também não tem como provar qualquer coisa doce – eles estão juntos. Se você não puder enxergar a escuridão, você não pode ver a luz. E se você está continuamente num estado, você começa a esquecer dele.

Isso é o que chamo de ir além da iluminação – no dia em que você começar a esquecer que você é iluminado, no dia que isso se tornar apenas o curso natural de sua vida ordinária, nada especial. A maneira que você respira, a maneira que seu coração pulsa, a maneira que seu sangue circula no corpo, a iluminação também se torna parte de seu ser. Assim, você esquece tudo sobre isso.

Quando você pergunta sobre a iluminação, sou lembrado que sim, há uma experiência chamada de iluminação. Mas quando estou sentado sozinho, nunca me lembro de que sou iluminado, isso seria loucura! Isso se tornou algo tão natural, uma experiência comum.

Primeiro vá além da mente. Então vá também além da iluminação. Não fique preso em lugar nenhum até que você seja simplesmente uma parte ordinária da existência, com as árvores, com os pássaros, com os animais, com os rios, com as montanhas. Você sente uma grande harmonia – nenhuma superioridade, nenhuma inferioridade.

OSHO


Nenhum comentário: