quarta-feira, 28 de julho de 2010

JEFF FOSTER FALA...


" Não-dualidade "simplesmente significa "não dois ".

É uma palavra que aponta para a inexistência de separação.

Na realidade , não existem objetos separados "ou "indivíduos" .
Nenhum ' dentro ' a separar de 'fora' .
Nenhum 'eu' a separar de 'você'.
Nenhum discípulo independente do que é pedido.

É só a vida , aparecendo como tudo.
Apenas a Unidade , o jogo de ser do mundo.
Apenas nada , dançando como tudo.

Não há nenhuma pessoa " no controle da vida.
Ninguém lá puxar as cordas.
Nenhum indivíduo " separado do Todo .
Nenhuma onda separada do oceano.

Não há nada a encontrar, porque nada foi perdido.
Bem aqui e agora, PRESENTE já está a totalidade que você procura.
E além do pensamento, além do tempo, você sempre soube disso.

Jeff Foster


segunda-feira, 26 de julho de 2010

DA MENTE AO CORAÇÃO


A mente sabe, mas todo o seu saber não lhe dá felicidade.
O coração não sabe, mas todo o seu não-saber lhe dá somente paz.

Osho diz: Iluminação é não-saber!
A pureza do não-saber é a profunda comunhão com todo o universo.
Toda a Inteligência brota deste não-saber.

A consciência ilimitada e universal tem raízes no coração.
A mente tem raízes no mundo.
O coração tem sua fonte na luz SUPREMA.
Meditação é mudar o foco da atenção da sua mente para o coração.
Este é o primeiro passo para a realização plena da Paz.


Naseeb

quinta-feira, 22 de julho de 2010

AMOR É A RESPOSTA











O amor é a presença do divino.
O coração é a ponte para o amor.
A meditação é um salto da mente para o coração.
De modo que sua mente encontra seu coração e faz um casamento interior.
Desse modo, o encontro do coração e da mente se torna possível.
O encontro do coração e da mente faz nascer a consciência da DIVINDADE INATA.


Você quer saber se você está indo em direção à consciência divina?
Olhe para dentro e veja se há amor.
O amor é sempre a resposta.
No amor não há medo.
No amor não há diferenças.
No amor não há hierarquia.
Todas as hierarquias foram criadas pela falta de amor.
Toda a idéia de que você não é iluminado foi criada pela falta de amor.
Todo o julgamento e comparação nasce da falta de amor.
O amor é a resposta.
Crescer em amor é se tornar cada vez mais Deus.

Naseeb.

terça-feira, 20 de julho de 2010

domingo, 18 de julho de 2010

RECONHECIMENTO DA DIVINDADE ESQUECIDA


Quando você diz: "Volte para Si mesmo", o que seria isto?


Primeiro precisamos investigar e descobrir quem é o SI MESMO. Quando usamos a palavra EU geralmente estamos nos referindo a um corpo e uma mente. Mas este não é o SI MESMO. O SI MESMO é o Eu Real eterno que não é uma aparência, mas está e permanece após a ocorrência de todas as aparências no espaço/tempo.
A mente retorna para o lugar de onde ela jamais saiu: o reconhecimento de sua origem como Consciência Eterna. Este é o simbolismo do retorno ao Pai, do retorno à Fonte. De fato estamos fazendo experiências na dualidade, e nunca abandonamos nossa origem. O oceano nunca deixou de ser oceano para formar uma onda. Nós nunca deixamos de ser O INFINITO por nos vermos agora como finitos!!
É isto que precisa ser acordado em nós! ESTE RECONHECIMENTO!
Portanto, é útil que sempre que nos referirmos a nós mesmos, lembrarmos que, em verdade, o corpo e os pensamentos não são nossa realidade permanente. Há uma realidade permanente que precisa ser realizada e amada.
Então, amar a SI MESMO toma uma outra perspectiva.
Então, amar a SI MESMO é amar o DIVINO que Sou.
Render-se ao DIVINO é encontrar a SI MESMO.
Tudo é UM.

Sambodh Naseeb

segunda-feira, 12 de julho de 2010

AQUI/AGORA


O QUE É = Aqui e Agora.
Dirija sua atenção para O QUE É, e veja se existe algum problema!
Todos os problemas são pontos de vista.
E pontos de vista são interpretações dos outros.
Você não nasceu com um ponto de vista!
Logo, largue os outros e veja por você mesmo, diretamente.
Você encontra um problema?


Sambodh Naseeb

SILÊNCIO


Silêncio é a resposta.
Dentro da consciência que você é, somem as perguntas.
É por isso, que o silêncio é a resposta.
Porque não há pergunta.
Tampouco resposta.

Mente é imaginação.
O amor do Ser não é imaginado.




Sambodh Naseeb

A MENTE AMIGA


A mente é amiga ou inimiga.
Depende de você!
Quando a mente se vicia em olhar para fora, ela se torna, mais cedo ou mais tarde, apegada aos objetos, tais como pensamentos, coisas, pessoas, idéias ou desejos.
No entanto, quando a mente vai pra dentro, ela se apega ao silêncio, ao vazio, ao amor incondicional da Fonte que não tem contornos, forma ou nomes, mas possui em Si uma natureza relaxada, serena, calma.
O primeiro caso é o caminho para o inferno.
O segundo é a jornada do céu.

A mente ancorada na consciência silenciosa é um bálsamo!
Ela vive no mundo sem ser do mundo.
Ela vive um papel no mundo, mas não esquece sua verdadeira identidade sagrada!
Ela brinca de se apegar no mundo, mas faz de tudo uma grande brincadeira de perdas e ganhos.

Eis a liberdade de Ser!


SAMBODH NASEEB

terça-feira, 6 de julho de 2010

SILÊNCIO É A SOLUÇÃO


"A meditação não é a solução para nenhum problema em particular; ela não resolve nada.

Ela simplesmente lhe ajuda a sair da mente, a criadora dos problemas.

Simplesmente lhe ajuda a deslisar para fora da mente,

como uma cobra deslisa para fora de sua velha pele.

Uma vez que você descobre que você não é a mente, a grande transcendência aconteceu.

De repente todos os problemas tornam-se insignificantes, lentamente eles evaporam.

Você é deixado com uma profunda paz; um grande silêncio prevalece.

Esse silêncio é a solução. Essa paz é a resposta. A resposta de todas as respostas."


OSHO

MIRAGEM


Uma vez vista que a miragem no deserto é realmente miragem, basta.
Uma vez visto que você é consciência, é suficiente para queimar toda ILUSÃO da aparência.

S. Naseeb

VISÃO


Ignorância é criada...pela mente...
Sabedoria é eterna...e não é SUA. É do Todo...
Ignorância é ilusão...
Sabedoria, revelação...


Naseeb

VIVER EM CONSCIÊNCIA


Viver relaxado na Consciência é o desafio para a integração do ensinamento. Em primeiro lugar, você escuta o ensinamento. Em segundo lugar, você investiga em sua vida se tudo aquilo faz sentido. Então, à medida que você vive e contempla, os ensinamentos vão se integrando. Por fim, chega o momento da cristalização do ensinamento. Então há pura espontaneidade. Você vive cada dia seguindo seu guru interior, seguindo este guia interno. O final do caminho é quando o guru e você não são mais dois.

Existe um ditado Zen para isto: “Antes de eu estudar o Zen, as montanhas eram montanhas e os rios eram rios. Depois tive minhas primeiras percepções meditativas, e as montanhas já não eram mais montanhas e os rios já não eram mais rios. Agora que eu vivo meditativo, as montanhas são novamente montanhas, e os rios novamente rios”.

Isso quer dizer que a fase final é viver a vida de forma simples e total, com absoluta liberdade. O ensinamento é apenas um conceito útil na jornada. Contudo, Deus não é um ensinamento. Deus se revela no mistério sagrado do momento, sem palavras, em suas ações. O mestre Zen Shunryu Suzuki se refere assim: “Não há pessoas iluminadas, e sim, ações iluminadas”.

S. Naseeb

sexta-feira, 2 de julho de 2010

DOIS CAMINHOS AO SER





Há duas maneiras de ser jogado direto ao SER. Uma das maneiras é conhecida como Testemunho. Neste caminho nós simplesmente relaxamos, descartando como falso tudo que está sendo visto e tudo que estamos conscientes, permanecendo focado em primeiro plano naquilo que está vendo, na consciência, no observador, na testemunha. Exemplo: Vejo uma pessoa. O normal é esquecer de mim mesmo e me perder na pessoa. Então você lembra que você está consciente da pessoa. E traz sua atenção para VOCÊ, a consciência.
Este é um caminho. Este é o caminho da indagação, do questionamento. Quem é você? Quem é este observador? Isso o levará a ter uma experiência clara da interdependencia do que você chama de eu, e portanto, o percebimento de que o eu não existe como um ser separado de tudo aquilo que existe. E mais: que tudo que você está chamando de eu é uma confusão, uma falta de clareza, porque não há nenhum eu controlando absolutamente nada. Apenas uma consciência além da forma.

O segundo caminho é estar total com tudo no momento presente. Quando estiver abraçando, esqueça de você mesmo e deixe apenas o abraço existir. Quando estiver caminhando, esqueça de si e deixe o caminhar existir. Quando um pensamento surgir, note que você e o pensamento são UM. Não existe você pensando o pensamento. O pensamento está acontecendo espontaneamente. Tudo está acontecendo espontaneamente. Tanto o esforço quanto o não-esforço. O segundo caminho é notar como isso acontece e permitir isso. Entregar-se para isso. Ser UM com todo pensamento, sentimento e ação que surge da consciência. Dessa forma, o ego entra em colapso.

Naseeb