domingo, 18 de maio de 2008

O copo e o lago






O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d'água e bebesse. -'Qual é o gosto?' - perguntou o Mestre. -'Ruim' - disse o aprendiz. O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago. Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago. Então o velho disse: -'Beba um pouco dessa água'. Enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou: -'Qual é o gosto?' -'Bom!' disse o rapaz. -'Você sente o gosto do sal?' perguntou o Mestre. -'Não' disse o jovem. O Mestre então, sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse: -'A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem do que ao que você perdeu. Em outras palavras: É deixar de Ser copo para tornar-se um Lago.'

sábado, 10 de maio de 2008

SABEDORIA

Não tenho verdade alguma, nem sei de qualquer verdade. Ninguém pode conter a sabedoria. Sabedoria existe, mas não existe aquele que contém a sabedoria. Porque sabedoria não é acúmulo de conhecimento, não está na mente. Sabedoria é a essência de do Ser. Sabedoria não pode ser criada. Ela não é uma coisa a ser aderida a você. É essencialmente você. Mas não um você imaginado pelos pensamentos e conceitos de sua mente. Não um ego, mas um você que abrange tudo.

NASEEB

ACOLHIMENTO

A amor acolhe. O amor é pura aceitação. Dessa aceitação nasce uma tranqüilidade, uma paz, uma confiança de que tudo é como é, e que amar é simplesmente viver o mistério da vida como ela é a cada momento.

NASEEB

ACONTECIMENTOS

Quando aprendemos a não tomar como pessoal todas as coisas, um sentimento de desapego e relaxamento sempre acontece quando um desafio se aproxima. Se não tomamos como pessoal, percebemos que a vida simplesmente é um fluxo de energia muito além da nossa compreensão. E certas coisas não acontecem simplesmente porque não tem de acontecer. E outras coisas vão acontecer, mesmo que façamos tudo para que não aconteçam! Para isso, seja uma testemunha!

NASEEB

UMA PRÁTICA SIMPLES

Sente-se em uma cadeira ou almofada, com as costas retas e com os olhos abertos ou fechados. Se estiverem abertos deixe os olhos posarem sobre um ponto no chão a um metro de você. Se estiverem fechados, deixe os olhos num ponto fixo nessa escuridão que você vê, e olhe levemente, docemente, para entre suas sobrancelhas. No início fique de 15 minutos. É uma boa prática. Apenas deixe tudo acontecer. Deixe passar a ansiedade na sua mente, a vontade de levantar, observe as imagens mentais, tudo. Mas fique ali. As imagens passam, você observa. A mente pensa, você observa. A tristeza vem, você observa. A raiva vem, você observa.
Então você verá aos poucos que o futuro se faz por si mesmo e da maneira mais maravilhosa. É uma confiança muito linda na existência. Essa confiança é o que faz uma pessoa religiosa. Não com uma religião – mas religiosa, simplesmente religiosa.

NASEEB

ILUMINAÇÃO NÃO É DA PESSOA

Sempre me lembro de uma vez ter ouvido que mestre Shunryu Suzuki falando sobre a iluminação. Ele dizia: “Não existe pessoa iluminada. Existem atividades iluminadas.”

Susuki

MATEUS 6:5

E, quando orardes, não sejais como os hipócritas; porque eles adoram levantar-se e rezar nas sinagogas e nas esquinas, de modo a serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam sua recompensa.
Mas quando orardes, ide para o vosso quarto e fechai a porta e orai
ao Pai em segredo; e o vosso Pai que vê em segredo vos recompensará.

Mateus 6:5

NAO-FAZER

A mente é uma fazedora. A mente constantemente quer estar ocupada. Um grande desejo de permanecer atarefada, isto é a mente. A pessoa não consegue se sentar só; não consegue se sentar em passiva receptividade, nem mesmo por uns poucos momentos. Isto é uma grande tortura para a mente, porque no momento em que você pára de fazer, a mente começa a desaparecer.

Osho