segunda-feira, 27 de maio de 2013

NOVAMENTE O SILÊNCIO...

Toda música é feita de intervalos, de espaços em branco entre duas notas, mais ou menos prolongados.     Toda a base é feita de silêncio. O silêncio é a base de todos os acontecimentos. É a base da mente. Base das emoções. Base dos pensamentos. O silêncio é o que somos ( ser) neste exato momento. Tudo que não for silêncio agora é impermanente. Está sujeito a mudanças. Corpo e mente mudarão. Eles são sujeitos às circunsntâncias exteriores, à genética, à educação. Entretanto, a inteligência primordial, anterior a nome e forma, por nunca ter nascido, não sofre desgaste - e nunca morre. Nunca desaparece porque não aparece!
Consciência nunca aparece! Ela não existe na mesma dimensão do corpomente.
A inteligência primordial é a BASE para tudo.
O que os mestres querem nos lembrar é que todos nós somos isso.
Todos nós na intimidade somos uma consciência além de nossa identidade como seres humanos.
Mas simplesmente indizível.
Aqui entra o silêncio...e as respostas se desmancham com as perguntas...

Sambodh Naseeb

...


Um comentário:

SERgio disse...

O "pano-de-fundo" , ou "tela",nuca aparece/desaparece porque não é "algo".É o que É sem atributos.
Não existe -mas É...