segunda-feira, 24 de junho de 2013

AQUILO QUE É



Os místicos que se enamoram deste mistério do Ser e adentram profundamente nisso dizem que a revelação da experiência direta é necessária para algo absolutamente óbvio: que não somos limitados a nome e forma. O “Ser” é exatamente aquilo que não pode ser definido por nome e forma, e existe antes, durante e depois do nome e da forma.
O oceano é profundo e silencioso. As ondas superficiais e musicais. O primeiro é permanente, enquanto que o segundo é impermanente e sua forma está sempre nascendo e desaparecendo no oceano. Os nomes – oceano e onda – parecem indicar objetos diferentes. Mas se examinarmos com cuidado e zê-lo, veremos que tanto um quanto o outro são feitos da mesma substância: água.
O Ser é como a água.
Imanente e transcendente ao mesmo tempo.

SAMBODH NASEEB

Nenhum comentário: