domingo, 2 de abril de 2017

UNIDADE



Todos nós pensamos que nosso eu está dentro do corpo, mais precisamente dentro da cabeça, da mente. Depois da meditação de ontem, vejo uma nova perspectiva: a de que o corpo e a mente aparecem em mim, na consciência que eu sou, como as ondas aparecem no mar, ou como o vento aparece no ar. As ondas são o movimento do mar, assim como o vento é o movimento do ar. E faz completo sentido. Mas muda tudo, não é mesmo? Põe tudo que a gente aprendeu de cabeça pra baixo.

Sem dúvida. Uma correção, em tempo: na verdade está colocando você de cabeça para cima. De cabeça para baixo é como nos colocaram no mundo!


Sim, é verdade! (risos) Mais uma pergunta: como entro em contato com essa consciência que eu nunca posso perder?

Quem é você? Você é diferente dessa consciência? Quem entraria em contato? O pensamento? Fora o pensamento/mente, o que mais poderia? Veja claramente: só há consciência e ela é você. Logo, você apenas se dá conta de que é ela, porque não existem duas coisas. Você é ela! Se você se imagina uma mente que fará contato com a consciência, então você cai em erro novamente, imaginando que a mente tem vida própria separada de você.

A mente não entra em contato com a consciência, pois ela é os pontos de vista que aparecem na consciência. A mente não tem poder, a não ser pela consciência, do mesmo modo que a lua não tem luz, a não ser pelo brilho do sol. Ao identificarmo-nos com os pontos de vista, damos poder a uma energia mental. Na clareza, consciência reconhece a si mesma como consciência. Dessa maneira, o véu de maya ou hipnose divina é vista na luz da compreensão e você se liberta da ideia de que é um ser separado, tal como um ego cheio de medo e carência, que se imagina só no universo.

O corpo é formado pelo universo. Sem o ar, sem o fogo, sem a terra, sem o espaço, o seu corpo não existiria. Sem amor, sem apoio, sem água, sem cultura, você não seria você.

Você como expressão corpo/mente é filho do universo.

Tudo é uma grande tapeçaria, um todo orgânico inteligente. A mente vive a ilusão de que existe separada da vida. Mas a Vida vive a Vida através do organismo corpo/mente.  Vida sempre vive a Vida. Nada acontece. Apenas na mente. Unidade é sempre Unidade.


Do livro MOMENTO SAGRADO - Sambodh Naseeb


Nenhum comentário: