terça-feira, 25 de abril de 2017

SATSANG



Depois de meditar e fazer muita terapia 9 anos com Osho, conheci em 2001 o Advaita Vedanta, e foi com Burt Harding que dei os iniciais passos, um canadense muito bacana que dá satsangs no Canadá.
Aqui vai um trecho dele.

"Contudo esta consciência não é um pensamento, não um conceito e definitivamente não uma imagem. É tudo abrangente, inteiro, sem uma fronteira ou limite. Ela desafia a explicação e não tem começo nem fim, e, no entanto, sabemos que ela é real (ea única coisa real) porque é através dela que existimos como seres humanos.
No momento em que você perceber que sua verdadeira natureza é a consciência e não há "eu", mas só parece assim por causa da consciência, então atingimos uma bomba que pode abalar a nossa fundação da crença do "eu" (ego). Se isso te abalar o suficiente para ver a incrível maravilha e mistério desta vasta inteligência conhecida como consciência pura, então chegamos a uma realização de quem realmente somos.
É esta percepção de que somos consciência pura e não indivíduos separados que nos liberta e desperta uma paz e um amor que está além da descrição. Você NÃO é quem você pensou que era. Você é esta consciência eterna que nunca nasceu e nunca morrerá.
É aqui, ao viver esta verdade que vemos a Unicidade deles - sujeito e objeto são um. O objeto humano parece real por causa do sujeito Ser. Agora, o Ser Humano integra-se e alcança o equilíbrio, a harmonia e a clareza conhecidos como despertar espiritual."
(Burt Harding)


Nenhum comentário: