sábado, 4 de julho de 2015

LUMINOSO


Por um momento, deixemos o pensamento de lado. Imagine-se nascendo agora. Você não tem memórias. Você está surgindo agora. Quem é você? O que está fazendo Aqui? Você é um fracasso Agora? Você é um sucesso Agora? Você é o que Agora? Sem tempo para pensar, nascendo agora, você simplesmente é. Você simplesmente é apresentado a Si mesmo: seu próprio Ser Consciente.
No Agora sem tempo, nos deparamos pela primeira vez com o vazio que sempre esteve aqui, com o Vazio Luminoso Agora, com uma identidade não mais produzida por sua memória - sem história, sem definição, sem agenda, sem obrigações, sem linguagem, mas a própria essência do amor porque além de julgamento ou comparação.
Esta é a mais íntima definição de Amor: Comunhão.
Unidade na diversidade.
Na experiência - um silêncio delicioso e indizível.
Celebração além da ideia de celebração. O corpo e a mente livres para a dança da expressão, da singularidade, da amizade perante cada criatura viva.
Nessa experiência diária de alinhamento com a Consciência que você é, tudo que aparece é amável, é digno de respeito, é cheio de luz e bênção.
Sambodh Naseeb

Nenhum comentário: