domingo, 15 de maio de 2016

ALTERNATIVA




Se alguém lhe diz que você é bacana, sua mente começa a acreditar. Se alguém lhe diz que você é um fracasso, você acredita nisso. Isto quer dizer somente uma coisa: que não conhecemos a nós mesmos diretamente, mas sempre, indiretamente – através dos outros.
Confiamos que os outros sabem quem somos. Conhecemos de nós mesmos apenas opiniões que ouvimos dos outros. O mais engraçado é que os outros pensam a mesma coisa. Eles não se conhecem e pensam que você os conhece. Desse modo, imaginamos necessitar o tempo inteiro de aprovação para manter uma identidade aceitável. O ego, essa identidade social, nos mantém por pouco tempo com o sentimento de sermos alguma coisa. Até que surge um novo contexto que abala tudo que foi construído a duras penas. Novamente a casa cai. Novamente você se sente perdido. E novamente tenta reconstruir-se através dos outros.
Acordar é uma nova alternativa. Ao invés de confiar nessa imagem passível de ser construída e destruída socialmente, passamos a nos interessar pela nossa nudez completa. É a morte de quem eu pensava que era. E o ver daquilo que não pode ser construído nem destruído.
Sambodh Naseeb

Nenhum comentário: